Minério de ferro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A hematite é um minério de ferro muito comum

Os minérios de ferro são rochas a partir das quais pode ser obtido ferro metálico de maneira economicamente viável. O ferro encontra-se geralmente sob a forma de óxidos, como a magnetita e a hematita ou ainda como um carbonato, a siderite.

Os minérios de ferro têm um teor de ferro variável consoante o mineral ferrífero:

Mineral Fórmula química Conteúdo teórico
em ferro
Conteúdo teórico
em ferro
após calcinação
hematita Fe2O3 69,96 69,96
magnetita Fe3O4 72,4 72,4
magnesioferrita MgO·Fe2O3 56-65 56-65
goethita Fe2O3·H2O 62,9 70
hidrogoethita 3Fe2O3·4H2O 60,9 70
limonita 2Fe2O3·3H2O 60 70
siderita FeCO3 48,3 70
pirita FeS2 46,6 70
pirrotita Fe1-xS 61,5 70
ilmenita FeTiO3 36,8 36,8

Fonte: Minério de ferro. Por Pedro Sergio Landim de Carvalho, Marcelo Machado da Silva, Marco Aurélio Ramalho Rocio, Jacques Moszkowicz. "Insumos Básicos". BNDES Setorial 39, p. 197-234

Mineração[editar | editar código-fonte]

A extração de minério de ferro é uma indústria presente na maior parte dos países. Os dez maiores produtores mundiais de minério de Ferro (dados de 2006[1]) são a China, Brasil,[2] Austrália, Índia, Rússia, Ucrânia, África do Sul, Irã, Canadá e Estados Unidos, o Reino Unido na época da primeira e segunda Revoluções Industriais, entre 1760 e 1910, era um dos maiores produtores do minério de ferro, mas as jazidas se começaram a se esgotar, porém não começaram a esgotar antes da Década de 1960.[3][4][5]

O consumo mundial de minério de ferro cresce cerca de 11% ao ano, e os maiores consumidores são a China, Japão, Coreia, Estados Unidos e a União Europeia.

Os métodos de mineração variam consoante o tipo de minério. Os quatro principais, sob o ponto de vista de interesse econômico, são a magnetita, titanomagnetita, hematita e pisolita.

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, as principais regiões produtoras de minério de ferro são o Quadrilátero Ferrífero, a Província Mineral de Carajás e a região de Corumbá, que contêm depósitos em rochas constituintes de formações ferríferas bandadas (isto é, formadas por rochas finamente bandadas ou laminadas, constituídas, principalmente, de minerais de sílica e de ferro, tais como hematita, magnetita e algumas variedades de carbonatos e silicatos), chamadas no país de itabirito.[6]

No Brasil, os estados onde se encontram as maiores reservas de minério de ferro são: Pará, Piauí [7][8] e Minas Gerais.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.