Hematita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa



Hematita
Classificação Strunz IV/C.04-20
Cor Vermelho-sangue, cinza metálico a preto
Fórmula química Fe2O3
Ocorrência Comum
Propriedades cristalográficas
Sistema cristalino Trigonal
Hábito cristalino Romboédrico, tabular, granular, laminar, botroídal, compacto, terosso
Propriedades ópticas
Propriedades ópticas Anisotropia destinta, branco a cinza-claro com matiz azulado
Propriedades físicas
Densidade 4,9 - 5,3
Dureza 5,5 - 6,5
Fratura Subconchoídal a ausente
Brilho Metálico a esplêndido
Opacidade Opaco
Referências [1] [2] [3]
Hematita

Hematita ou hematite, do grego haimatites (Αιματίτης) = como sangue,[4] isso porque, quando em pó, torna-se avermelhada,[5] é um mineral de fórmula química óxido de ferro III, (Fe2O3), sendo constituído por 70% de Ferro e 30% de Oxigênio.[6]

É um mineral muito comum, sendo o principal constituinte do minério de ferro,[5] [6] [7] possui brilho metálico e coloração preta, cinza, marrom, marrom avermelhado ou vermelho. A hematita ocorre em rochas ígneas, metamórficas, sedimentares,[7] [8] como granitos, sienitos, traquitos, andesitos, hematita quartzitos (em camadas com grande espessura) e ambiente hidrotermal.

As variedades são: "bloodstone", rosa de ferro, minério do Kidney, martita (pseudomorfose por oxidação da Magnetita), pintura (hematita com brilho especular), hematita irisada e titano-hematita.

Os depósitos de hematita cinzenta são encontrados tipicamente nos lugares onde houver água parada ou fontes de água mineral quente, tais como aqueles em Yellowstone (EUA). O mineral pode ser encontrado fora da água ou no fundo de um lago ou outro lugar com água parada. No entanto, hematita pode também formar-se em ausência de água, como resultado da atividade vulcânica.

O mineral contém, às vezes, quantidades consideradamente grandes de titânio. É usada também como pigmento, material para polimento e como gema (variedade especularita), e quando recebe lapidação facetada é frequentemente chamada de diamante-negro.


Páginas externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Autori Vari, Ematite in "Come collezionare i minerali dalla A alla Z, vol. I°", pagg. 261-269, Peruzzo editore (1988), Milano
  2. Autori Vari, Scheda ematite in "Il magico mondo di minerali & gemme", De Agostini (1993-1996), Novara
  3. Hematite: Hematite mineral information and data. Visitado em 02 agosto de 2015.
  4. Hematite Mineral Data. Visitado em 02 agosto de 2015.
  5. a b Hematita MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal. Visitado em 02 agosto de 2015.
  6. a b Banco de Dados. Visitado em 02 agosto de 2015.
  7. a b Hematita. Visitado em 02 agosto de 2015.
  8. Hematita - CCE/UFES. Visitado em 02 agosto de 2015.
  • Branco, Pércio de Moraes, 2008, Dicionário de Mineralogia e Gemologia, São Paulo, Oficina de Textos, 608 p. il.