Portal:Uganda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Uganda

Bandeira de Uganda
Brasão de armas de Uganda
Mapa de Localização

Uganda, oficialmente República de Uganda (pt-BR) ou do Uganda (pt) , é um país sem ligação com o mar no leste da África. Faz fronteira a leste com o Quénia, a norte com o Sudão do Sul, a oeste com a República Democrática do Congo, a sudoeste com Ruanda e a sul com a Tanzânia. Uganda é o segundo país sem litoral mais populoso no continente africano. A parte sul do país inclui uma parcela substancial do Lago Vitória, compartilhado com o Quênia e Tanzânia, situando o país na região dos Grandes Lagos Africanos. Uganda também se encontra dentro da bacia do Nilo e tem um clima variado, mas geralmente clima de savana.

O nome Uganda deriva do reino do Buganda, que ainda hoje é considerado administrativamente como uma entidade semiautónoma, compreendendo toda a região central do país, incluindo a capital, Kampala. Os túmulos dos Reis do Buganda em Kasubi (uma colina em Kampala) são considerados património da humanidade. Os primeiros habitantes da região eram caçadores-coletores até 1.700 a 2.300 anos atrás, quando populações de língua bantas migraram para as regiões do sul do país.

A partir de 1800, a área foi governada como uma colônia pelos britânicos, que estabeleceram o direito administrativo em todo o território. Uganda ganhou a independência do Reino Unido em 9 de outubro de 1962. O período, desde então, tem sido marcado por conflitos intermitentes, mais recentemente, uma longa guerra civil contra o Exército de Resistência do Senhor, que resultou em milhares de vítimas e deslocou mais de um milhão de pessoas.

As línguas oficiais são o inglês e o suaíli. O luganda, uma língua bantu, é falada em boa parte do país, principalmente na região de Buganda. O atual presidente de Uganda é Yoweri Kaguta Museveni, que chegou ao poder em um golpe em 1986.


Artigos selecionados

Lake Victoria composite satellite photo.jpg

O Lago Vitória ou Victoria Nyanza (em língua suahili) é um dos Grandes Lagos Africanos, localizado num planalto elevado na parte ocidental do Grande Vale do Rift, na África oriental, e está sujeito a administração territorial pela Tanzânia, Uganda e Quênia.

Com 68 870 km² de área (quase a mesma da Irlanda), é o maior lago do continente africano, o maior lago tropical no mundo e o segundo maior lago de água doce no mundo em termos de área. Sendo relativamente raso, é considerado como o sétimo maior lago de água doce através do volume e contém 2760 km³ de água. É uma das nascentes do rio Nilo, o Nilo Branco.

Existem mais de 3000 ilhas no seu interior, muitas das quais habitadas, entre as quais as ilhas de Ssese em Uganda, um grupo grande de ilhas no noroeste do lago, e se tornando um destino popular para turistas, e a ilha Ukerewe, na parte sudeste, pertencente à Tanzânia e a maior ilha lacustre de África.


Você sabia…

... que o Canal de Kazinga em Queen Elizabeth National Park tem a maior concentração mundial de hipopótamos?

... que o Programa para a Uganda Britânica era um plano para dar uma parcela da África Oriental Britânica para o povo judeu como uma pátria em 1902?

... que as Cataratas de Ripon, no extremo norte do Lago Vitória, é muitas vezes considerada a fonte do rio Nilo, e que ficou submersa após a construção da Owen Falls Dam?

Mapa

Languages of Uganda.png


Um mapa de etnolinguístico de Uganda.

Imagem selecionada

Entebbe-international-airport-2009-002.jpg

Torre de controle do Aeroporto Internacional de Entebbe.


Biografia selecionada

Idi Amin -Archives New Zealand AAWV 23583, KIRK1, 5(B), R23930288.jpg

Idi Amin Dada (c. 1920Jidá, 16 de agosto de 2003) foi um ditador militar e o terceiro presidente de Uganda entre 1971 e 1979. Amin se juntou ao King's African Rifles, um regimento colonial britânico, em 1946, servindo na Somália e no Quênia. Eventualmente, ele chegou a patente de Major-General no exército ugandense, e tornou-se Comandante antes de liderar um golpe de estado em 1971, depondo o então presidente Milton Obote. Mais tarde, como chefe de estado, se autopromoveu a Marechal de Campo.

O governo de Amin ficou caracterizado por violações dos direitos humanos, repressão política, perseguição étnica, assassinatos, nepotismo, corrupção e má gestão econômica. O número de mortos durante seu regime ditatorial é estimado por observadores internacionais e grupos de direitos humanos como estando entre cem mil e quinhentos mil. Durante seus anos no poder, Amin deixou de ser um anticomunista com considerável apoio de Israel e passou a ser apoiado por Muammar al-Gaddafi, a União Soviética e a Alemanha Oriental.

Após a Guerra Uganda-Tanzânia em 1978, onde Amin tentou anexar a região de Kagera, dissidentes conseguiram encerrar seu regime de oito anos, forçando seu exílio. Primeiro ele foi para a Líbia, depois para a Arábia Saudita, onde viveu até sua morte em 16 de agosto de 2003.


Coisas que você pode fazer

Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com Uganda na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

Associados Wikimedia

Uganda no Wikinotícias     Uganda no Wikiquote     Uganda no Wikilivros     Uganda no Wikisource     Uganda no Wikcionário     Uganda na Wikiversidade     Uganda no Wikivoyage     Uganda no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/UgandaWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/UgandaWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/UgandaWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/UgandaWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/UgandaWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/UgandaWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/UgandaWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:UgandaCommons-logo.svg

Recarregar