Portal:Haiti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cartella rossa.jpg
Brosen windrose-fr.svg
ver    
Flag of Haiti Coat of arms of Haiti
Localização do Haiti

Haiti (pronunciado em português europeu[ajˈti]; pronunciado em português brasileiro[ajˈtʃi]; em francês: Haïti, pronunciado: [a.iti]; em crioulo haitiano: Ayiti), oficialmente República do Haiti (République d'Haïti; Repiblik Ayiti), é um país do Caribe. Ocupa uma pequena porção ocidental da ilha de Hispaniola, no arquipélago das Grandes Antilhas, que partilha com a República Dominicana. Ayiti ("terra de altas montanhas") era o nome indígena dos taínos para a ilha.

Em francês o país é chamado de La Perle des Antilles (A Pérola das Antilhas), por conta de sua beleza natural. O ponto mais alto do país é Pic la Selle, com 2 680 metros de altitude. Tanto em área quanto em população, o Haiti é o terceiro maior país do Caribe (depois de Cuba e da República Dominicana), com 27.750 quilômetros quadrados e cerca de 10,4 milhões de habitantes, sendo que pouco menos de um milhão deles vivem na capital, Porto Príncipe. O francês e o crioulo haitiano são as línguas oficiais do país.

A posição histórica e etno-linguística do Haiti é única por várias razões. Quando conquistou a independência em 1804, se tornou a primeira nação independente da América Latina e do Caribe, sendo o único país do mundo estabelecido como resultado de uma revolta de escravos bem-sucedida e a segunda república da América. A Revolução Haitiana, feita por escravos e negros libertos, durou quase uma década; todos os primeiros líderes do governo foram antigos escravos. O país é uma das duas nações independentes do continente americano (junto com o Canadá) que designa o francês como língua oficial; as outras áreas de língua francesa no continente são todos departamentos ou coletividades ultramarinas da França.


Artigos selecionados

Occupation of Haiti.jpg

A ocupação do Haiti pelos Estados Unidos começou em 28 de julho de 1915, quando 330 fuzileiros navais dos Estados Unidos desembarcaram em Port-au-Prince, no Haiti, sob a autoridade do do então presidente dos Estados Unidos Woodrow Wilson para "proteger os interesses americanos e estrangeiros"; a finalidade era a de dar proteção aos saneamentos norte-americanos das finanças do país e pela ameaça aos interesses da empresa estadunidense Sugar Company. As primeiras forças de invasão já haviam desembarcado do USS Montana em 27 de janeiro de 1914. A intervenção de julho ocorreu após o assassinato do ditador Vilbrun Guillaume Sam por uma multidão irritada por suas execuções políticas dos oposicionistas.

A ocupação terminou em 1 de agosto de 1934, depois que o presidente Franklin D. Roosevelt reafirmou um acordo de desocupação de agosto de 1933. O último contingente de fuzileiros navais estadunidenses partiu em 15 de agosto de 1934, após uma transferência formal de autoridade para a Garde d'Haïti.


Você sabia…

  • ... que o ex-presidente do Haiti Jean-Claude Duvalier, também conhecido como "Baby Doc" foi exilado para a França após a sua deposição em 1986? E que ele perdeu a maior parte de sua fortuna devido a seu divórcio de sua esposa Michele, e agora vive supostamente em circunstâncias muito modestas?


Categorias

WikiProjetos

Imagem selecionada

JacmelVodou.jpg
Cerimônia Vodou em Jacmel.


Biografia selecionada

Fabre Nicolas Guillaume Geffrard (Anse-à-Veau, 23 de setembro de 1806 - Kingston, 31 de dezembro de 1878) foi o oitavo presidente do Haiti. General do exército de seu país, Geffrard assumiu o poder em 1859, após um golpe de estado que depôs o imperador Faustino I do Haiti. Durante seu governo, enfrentou várias rebeliões, até ser deposto em 1867, pelo major Sylvain Salnave.

Seu pai morreu apenas algumas semanas após o nascimento de Fabre. O general Nicolás Geffrard, é um herói nacional. Lutou na guerra da independência, foi um dos autores da primeira Constituição do país e compôs a música do hino nacional. Com a morte do pai, Fabre Geffrard foi então adotado por um parente, o coronel Fabre, comandante de um regimento na vila de Cayes. Fabre Geffrard estudou no colégio de Cayes, até se alistar no exército, onde seguiria extensa carreira.

Filho de Marguerite Lejeune Geffrard, casou-se com Marguerite Lorvana McIntosh, com quem teve oito filhos.


Coisas que você pode fazer

Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com o Haiti na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

  • Ajude a manter este portal atualizado.
  • Dê suas sugestões, críticas ou elogios na página de discussão.
  • Crie artigos de destaque relacionados a esse país dando visibilidade ao assunto escolhido.
  • Adicione novas imagens na galeria.

Portais relacionados

Associados Wikimedia

Haiti no Wikinotícias     Haiti no Wikiquote     Haiti no Wikilivros     Haiti no Wikisource     Haiti no Wikcionário     Haiti na Wikiversidade     Haiti no Wikivoyage     Haiti no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/HaitiWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/HaitiWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/HaitiWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/HaitiWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/HaitiWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/HaitiWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/HaitiWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:HaitiCommons-logo.svg

Recarregar