Portal:Paquistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cartella verde.jpg
Brosen windrose-fr.svg
ver    
Flag of Pakistan
Emblem of Pakistan
Location on the world map

O Paquistão (Urdu: پاکستان‎, pākistān), oficialmente República Islâmica do Paquistão (Urdu: اسلامی جمہوریۂ پاکستان‎, islāmī jamhūriya i pākistān), é um país do sul da Ásia; localizado na região onde convergem o sul da Ásia, a Ásia Central e o Oriente Médio, o país limita com o Irã e o Afeganistão a oeste, a China a nordeste e a Índia a leste, ademais de ser banhado pelo Mar Arábico ao sul, com um litoral de 1 046 km de extensão.

O Paquistão é o sexto país do mundo em população e possui uma das maiores populações muçulmanas do planeta. Sua localização estratégica em uma encruzilhada de ideologias políticas e religiosas manteve na vanguarda dos acontecimentos mundiais. Sua cultura e história foram enriquecidas pelos invasores incontáveis​​, comerciantes, e os colonos que foram uma parte do passado da região. Seu território pertenceu à Índia Britânica e tem uma longa história de assentamento e civilização, inclusive a civilização do Vale do Indo: a região já foi invadida por gregos, persas, árabes, afegãos, turcos e mongóis. Foi incorporado à Índia Britânica no século XIX.

Após a independência, o Paquistão viu a perda do Paquistão Oriental em 1971, repetidos os golpes militares, o fundamentalismo islâmico generalizado e o crescimento militar e econômico significativo, intercalados com instabilidade política, com a segunda economia que mais cresce entre os dez países mais populosos do mundo em 2005 e a vigésima sétima maior economia em termos de paridade de poder de compra. O Paquistão tem a sétima maior forças armadas do mundo e é uma potência nuclear, com um arsenal de armas atômicas.

O país foi oficialmente fundado como o Domínio do Paquistão em 1947, sob a chefia de Muhammad Ali Jinnah e a Liga Muçulmana, e foi renomeado República Islâmica do Paquistão em 1956. O Paquistão foi membro fundador da Organização da Conferência Islâmica, da Associação Sul-Asiática para a Cooperação Regional, do D8 e da Organização para Cooperação Econômica. Também é membro das Nações Unidas, da Organização Mundial do Comércio, do G33 e do Grupo dos 77.

Sua capital é Islamabad e sua maior cidade, Karachi.



Artigos selecionados

Desde a partição da Índia em 1947, os dois países sul-asiáticos envolveram-se em quatro guerras, incluindo uma guerra não declarada, bem como muitos atritos de fronteira e tensões militares. Além disso, a Índia acusou o Paquistão de envolvimento em guerras por procuração, prestando assistência militar e financeira a violentos atores não-estatais.

Todos os conflitos armados entre os dois países tiveram como causa direta ou indireta a região disputada da Caxemira, com exceção da guerra de 1971, a qual teve como casus belli o Paquistão Oriental, que se tornou independente ao término das hostilidades com o nome de Bangladesh.

Um fator de grande preocupação mundial é que ambos os países possuem armas atômicas. Ainda que disponham de um arsenal muito menor do que o das principais superpotências Estados Unidos, Rússia e China, uma guerra nuclear entre Índia e Paquistão poderia resultar em centenas de milhões de mortes, alterações no clima da Terra e até mesmo no temido inverno nuclear.


Biografia selecionada

Benazir Bhutto cropped.jpg

Benazir Bhutto (em urdu بینظیر بھٹو), (Karachi, 21 de junho de 1953Rawalpindi, 27 de dezembro de 2007) foi uma política paquistanesa, duas vezes primeira-ministra de seu país, tornando-se a primeira mulher a ocupar um cargo de chefe de governo de um Estado muçulmano moderno. Benazir era a filha mais velha do antigo presidente e antigo primeiro-ministro Zulfikar Ali Bhutto.

No seu primeiro mandato foi afastada do cargo 20 meses depois de tomar posse por ordem do então presidente Ghulam Ishaq Khan sob a acusação de corrupção. Em 1993, foi reeleita, mas em 1996 foi demitida do cargo sob a mesma acusação, desta vez pelo presidente Farooq Leghari. Bhutto auto exilou-se em Dubai em 1998, onde permaneceu até seu retorno ao Paquistão em 18 de outubro de 2007, após um acordo com o então presidente, Pervez Musharraf, que lhe garantiu a sua anistia eliminando todas as acusações de corrupção.

Bhutto foi assassinada em 27 de dezembro de 2007, após uma manifestação do PPP na cidade paquistanesa de Rawalpindi, duas semanas antes da data da eleição que liderava a candidatura da oposição. Seu filho Bilawal Bhutto Zardari sucedeu como líder do PPP.


Imagem selecionada

Lahore railway station.jpeg
A estação ferroviária de Lahore em Punjab, Paquistão, é uma representação da típica arquitetura britânica no sul da Ásia durante o Raj britânico.

Sabia que?

... que o Paquistão é a primeira república islâmica do mundo?

... que o atual Bangladesh pertenceu ao Paquistão até que a sua separação em 1971?

... que desde 1970, o Paquistão enfrenta um movimento separatista no Baluchistão?

... que apesar de Islamabad ser a capital, é apenas a décima maior cidade do país, sendo as mais importantes Karachi e Lahore?

... que após o golpe do general Zia-ul-Haq em 1977, a música pop foi proibida no rádio e na televisão?

... que a Arábia Saudita prometeu ao Paquistão fornecer 50.000 barris de petróleo por dia gratuitamente caso o país fosse condenado a sanções econômicas pelos seus testes nucleares em 1998?

... que o General Pervez Musharraf chegou ao poder após um golpe de Estado em 1999, promovendo a liberalização dos meios de comunicação?

... que o exército paquistanês perdeu mais soldados na sua luta contra o Talibã desde 2007 que todas as forças internacionais no Afeganistão desde 2001?


Predefinições

Como colaborar

Artigos para desenvolver:

  • Outros artigos:

Artigos para revisar/reciclar:


Artigos para sofrerem fusão: Observação importante: Após fazer a fusão, favor riscar o nome da lista acima usando <s> e </s>.


Artigos para traduzir: Observação importante: Após fazer a fusão, favor riscar o nome da lista acima usando <s> e </s>.


Predefinições a traduzir/completar: Observação importante: Ao criar novos artigos procure criar todos os possíveis redirecionamentos.

WikiProjetos

Geografia

Subdivisões do Paquistão
PAK AU T1.svg

Províncias:

  1. Baluchistão
  2. Khyber Pakhtunkhwa (KPK)
  3. Punjab
  4. Sindh

Territórios:

  1. Território da Capital Islamabad
  2. Território Federal das Áreas Tribais

Partes paquistanesas da região de Caxemira:

  1. Caxemira Livre
  2. Gilgit-Baltistão


Categorias

Mapa

Pakistan ethnic map.svg


Mapa étnico do Paquistão (1973).

Associados Wikimedia

Paquistão no Wikinotícias     Paquistão no Wikiquote     Paquistão no Wikilivros     Paquistão no Wikisource     Paquistão no Wikcionário     Paquistão na Wikiversidade     Paquistão no Wikivoyage     Paquistão no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/Paquist%C3%A3oWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:Paquist%C3%A3oCommons-logo.svg

Recarregar