Portal:Turquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo · Temas gerais · Resumo do conhecimento · Portais · Categorias · Listas · Glossários · Índices · Índice A-Z

Istambul pela manhã

Türkiye Portaline Hoş Geldiniz    •  •  •   Bem-Vindo ao Portal da Turquia

Bandeira da Turquia
Localização de Turquia no mapa da Ásia
Atalho:
P:TR

Turquia, cujo nome oficial é República da Turquia, é um país eurasiático constituído por uma pequena parte europeia, a Trácia, e uma grande parte asiática, a Anatólia. Limita com oito países: a Bulgária a noroeste, a Grécia a oeste, a Geórgia a nordeste, a Arménia, o Irão e o Nakichevan azerbaijano a leste, e o Iraque e a Síria a sudeste. É banhada pelo Mar Negro ao norte, pelo Egeu e o Mar de Mármara a oeste e pelo Mediterrâneo ao sul. Sua capital é Ancara.

Nos termos da constituição turca, a Turquia é uma república democrática, secular e constitucional cujo sistema político foi estabelecido em 1923, após o fim do Império Otomano. Atualmente, negocia sua adesão como membro pleno da União Europeia.

A Turquia e seus Estados antecessores foram uma ponte entre as culturas ocidental e oriental e o centro de diversas grandes civilizações.


Artigo destacado

Limite do avanço russo na Anatólia.

Por Campanha do Cáucaso compreende-se todos os conflitos armados ocorridos entre o Império Otomano, de um lado, e o Império Russo do outro (posteriormente também Armênia, à Ditadura Central Cáspia e ao Império Britânico), como parte do teatro do Oriente Médio e da frente do Cáucaso, durante a Primeira Guerra Mundial. A Campanha do Cáucaso se estendeu do próprio Cáucaso à região da Anatólia Oriental, chegando até Trabzon, Bitlis, Muş e Van. Às batalhas terrestres somaram-se os ataques feitos pela marinha russa à região do Império Otomano situada às margens do mar Negro.

O avanço russo na frente de batalha do Cáucaso foi interrompido pela Revolução Russa de 23 de fevereiro de 1917, e o Exército Russo do Cáucaso, estacionado nas linhas de frente, foi substituído por forças da recém-fundada República Democrática da Armênia, que incluíam unidades voluntárias armênias e diversos grupos de unidades irregulares. Durante 1918 a região também viu a criação da Ditadura Cáspia Central, da República da Armênia Montanhosa e de uma força aliada chamada Dunsterforce, composta de tropas de elite escolhidas nas frentes da Mesopotâmia e ocidentais.

A Campanha do Cáucaso se encerrou, com a paz sendo selada entre otomanos e russos com o Tratado de Brest-Litovsk, em 3 de março de 1918, e entre otomanos e armênios com o Tratado de Batum, em 4 de junho de 1918. No entanto, os conflitos armados continuaram enquanto o Império Otomano continuou a enfrentar a Ditadura Central Cáspia, a República da Armênia Montanhosa e a Dunsterforce, do Império Britânico, até a assinatura do Armistício de Mudros, em 30 de outubro de 1918.


Imagem destacada

História, pessoas, lugares

Arte

Você sabia...

Biografia destaque

Mustafa Kemal Atatürk (Selânik, 1881Istambul, 10 de novembro de 1938) foi um oficial do exército, estadista revolucionário e fundador da República da Turquia, assim como o seu primeiro presidente.

Mustafa Kemal se estabeleceu como um líder militar extremamente capaz e inteligente enquanto servia como comandante de divisão na Batalha de Galípoli. Posteriormente lutou com bravura nas frentes de batalha da Anatólia e Palestina, conquistando algum renome para si durante a Primeira Guerra Mundial.[1] Com a derrota sofrida pelo Império Otomano nas mãos dos Aliados, e os planos subseqüentes para a partilha de seu território, Mustafa Kemal liderou o Movimento Nacional Turco naquela que se se tornaria conhecida posteriormente como a Guerra de Independência Turca; após estabelecer um governo provisório em Ancara, derrotou as forças enviadas pela Tríplice Entente. Suas campanhas militares bem-sucedidas asseguraram a liberação do país e a proclamação da república no lugar do antigo governo imperial otomano.

Como primeiro presidente da Turquia, Atatürk embarcou num ambicioso programa de reformas políticas, econômicas e culturais. Um admirador do Iluminismo, Atatürk procurou transformar as ruínas do Império Otomano numa nação-Estado democrática e secular. Os princípios das reformas de Atatürk costumam ser chamados de "kemalismo", e continuam a formar a fundação política do Estado turco moderno.

Leia o artigo completo...

Referências

  1. Zürcher, Turkey : a modern history, 142


Vídeo destacado

Lugar selecionado

Cultura, artes, culinária

Turquia notícias

Citações

Alguns artigos que valem a pena ler

Wikipedia turca

Censored wikipedia logo for trwiki.svg
Existe uma Versão turca da Wikipédia, a enciclopédia livre.

Portais relacionados

Other Wikimedia and Wikiportals

Turquia no Wikinotícias     Turquia no Wikiquote     Turquia no Wikilivros     Turquia no Wikisource     Turquia no Wikcionário     Turquia na Wikiversidade     Turquia no Wikivoyage     Turquia no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/TurquiaWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/TurquiaWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:TurquiaCommons-logo.svg

Predefinição:Wikiportals

Purge server cache