Írio Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Írio Rodrigues Silveira
Pseudónimo(s) Poeta Pobre
Nascimento 21 de agosto de 1936
Rio Grande
Morte 14 de junho de 2006 (69 anos)
Rio Grande
Ocupação Poeta
Género literário poesia
Escola/tradição Contemporâneo,
Serviço militar
País  Brasil

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou, ainda criança, a fazer versos, mesmo sem nunca ter frequentado uma escola, sendo alfabetizado pela mãe Erocilda Rodrigues Silveira, com o auxílio de uma cartilha. Adulto, foi engraxate, vendedor de jornais, biscateiro, pintor e até mesmo cantor de rádio. Tentou a vida em São Paulo, Rio de Janeiro e, ao retornar, estabeleceu-se por vinte anos na cidade gaúcha de São José do Norte.

Figura emblemática em Rio Grande, seu primeiro livro foi patrocinado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Rio Grande e o segundo por amigos e admiradores. Também com ajuda, imprimia seus poemas e vendia por valores simbólicos para sustentar-se. Faleceu em 14 de junho de 2006.

O Instituto de Letras e Artes (ILA) da Universidade Federal do Rio Grande - FURG possui um projeto de pesquisa com a poesia desse autor, com resultados parciais já apresentados em congressos e com a previsão do lançamento de um sítio.

Obras[editar | editar código-fonte]

Capa do primeiro livro

Poema[editar | editar código-fonte]

Um de seus poemas conhecidos é 'A rosa, o cravo e o jasmin'

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.