Ópera Estatal de Stuttgart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Württembergisches Staatstheater II.JPG

A Ópera Estatal de Stuttgart ou Ópera Estatal de Estugarda (em alemão Staatsoper Stuttgart) é uma companhia de ópera em Estugarda, Alemanha.

A companhia fica sediada no Teatro do Estado de Stuttgart (em alemão Staatstheater Stuttgat), conhecido localmente como Grosses Haus, que foi criado pelo designer Max Littmann e inaugurado em 1912 com uma performance de Tosca, Puccini. É uma das maiores casas de ópera da Alemanha a não ser destruídas na Segunda Guerra Mundial.

Stuttgart Staatsoper Foyer.jpg

Um importante centro de ópera desde o século XVII, Stuttgart tem-se tornado um importante e influente centro desde a guerra, particularmente por trabalhos contemporâneos. três óperas de Carl Orff foram estreadas na companhia, que foi associada com figuras como Wieland Wagner, Günther Rennert, Hans Werner Henze e Philip Glass.

A companhia ganhou o prêmio "Opera House fo the Year" (Casa de Ópera do Ano), pela revista Opernwelt nos anos de 1994, 1998, 1999, 2000, 2002 e em 2006.

Stuttgart Staatstheater Grosses Haus 2003.jpg

O diretor artístico atual é Albrecht Puhlmann e o diretor musical é Manfred Honeck.

Alguns cantores que tiveram suas estréias na companhia foram Catherine Nagelstad, Jonas Kaufmann, Kurt Rydl e Jon Frederic e West.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Duas gravações notáveis feitas na companhia são: Der Ring des Nibelungen de Richard Wagner e [Alcina]] de Handel.

Referências[editar | editar código-fonte]