3-Metoxitiramina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
3-Metoxitiramina
Alerta sobre risco à saúde
3-Methoxytyramine.svg
Nome IUPAC 4-(2-aminoethyl)-2-methoxyphenol
Identificadores
Número CAS 554-52-9
PubChem 1669
ChemSpider 61670
MeSH 3-methoxytyramine
SMILES
InChI
1/C9H13NO2/c1-6-7(4-5-10)2-3-8(11)9(6)12/h2-3,11-12H,4-5,10H2,1H3
Propriedades
Fórmula molecular C9H13NO2
Massa molar 167.21 g/mol
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Álcool homovanílico (2-(4-hidroxi-3-metoxifenil)etanol)
Derivados da fenetilamina relacionados Dopamina (em vez do metoxi, um hidroxi)
3,4-Dimetoxifenetilamina (em vez do hidroxi, um metoxi)
Compostos relacionados Vanililamina (em vez do aminoetil, um aminometil)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

3-Metoxitiramina (3-MT), ou 3-metoxi-4-hidroxifenetilamina, é um metabólito do neurotransmissor dopamina, formada pela introdução de um grupo metil na dopamina pela enzima catecol-O-metil transferase (COMT).[carece de fontes?] 3-MT pode ser metabolizado pela enzima monoamina oxidase (MAO) para formar o ácido homovanílico (HVA), que é tipicamente excretado na urina.[carece de fontes?]

3-Metoxitiramine é encontrada na natureza em plantas do genus Opuntia.[1]


Referências

  1. Neuwinger, Hans Dieter (1996). «Cactaceae». African ethnobotany: poisons and drugs: chemistry, pharmacology, toxicology. [S.l.]: CRC Press. 271 páginas. ISBN 978-3-8261-0077-2  Retrieved on June 12, 2009 through Google Book Search.