Acidente de caminhão em Chiapas em dezembro de 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Acidente de caminhão em Chiapas em dezembro de 2021
Local do acidente fotografado em 2019
Data 9 de dezembro de 2021 (2021-12-09)
Local Chiapa de Corzo, Chiapas, México
Tipo Acidente rodoviário
Causa Veículo super lotado e em alta velocidade
Mortes 55+
Lesões não fatais 105

Em 9 de dezembro de 2021, um acidente de trânsito ocorreu em Chiapas, no México, quando um caminhão de carga contrabandeando mais de 180 migrantes tombou. Pelo menos 55 pessoas morreram[1] e outras centenas ficaram feridas em consequência do acidente.[2][3]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Nos últimos anos, o estado de Chiapas, no sul do México, que faz fronteira com a Guatemala, vem testemunhando um grande aumento no número de migrantes da América Central que passam pelo estado com o intuito de tentar chegar aos Estados Unidos. As autoridades mexicanas rotineiramente encontram migrantes escondidos em veículos sendo contrabandeados pelo país, incluindo 600 migrantes de 12 países descobertos na traseira de dois caminhões em Veracruz em novembro de 2021.[4]

Esse acidente em Chiapas é o incidente mais mortal envolvendo migrantes passando pelo México desde o "massacre de San Fernando" em 2010, quando 72 migrantes foram mortos a tiros por membros do cartel de drogas Los Zetas, no estado de Tamaulipas, no norte do país.[5]

Incidente[editar | editar código-fonte]

Em 9 de dezembro de 2021, um caminhão de carga deixou a Guatemala com destino a Veracruz, no México. Ele transportava mais de 150 migrantes em seu contêiner de carga. A maioria dos migrantes era da Guatemala, conforme confirmado pelo embaixador do país no México, Mario Búcaro.[6] No entanto, Jordán Rodas, principal autoridade de direitos humanos da Guatemala, afirmou ser possível que cerca de 200 migrantes tenham sido escondidos no contêiner do veículo.[7]

O motorista perdeu o controle do veículo na Rodovia Federal Mexicana 190 entre Chiapa de Corzo e a capital do estado Tuxtla Gutiérrez, a cerca de 10 quilômetros de Tuxtla, por volta das 15h30, no horário local. De acordo com testemunhas e sobreviventes, o caminhão estava viajando em alta velocidade e capotou ao fazer uma curva.[8] Ele bateu na base de uma ponte de pedestres feita de aço e seu contêiner de carga se abriu. O sobrevivente Celso Pacheco, um migrante guatemalteco, afirmou que o caminhão parecia ter perdido o controle devido ao peso de sua carga humana.[2][8]

Equipes de resgate que chegaram primeiro ao local, disseram que testemunharam migrantes que estavam no trailer fugindo do acidente, temendo serem detidos por agentes de imigração e posteriormente deportados. Vários deles estavam ensanguentados e mancando, tendo sofrido vários ferimentos. Moradores locais disseram à mídia que, logo após o acidente, o motorista do caminhão fugiu pelo Rio Grijalva.[9]

Vítimas[editar | editar código-fonte]

Pelo menos 55 pessoas morreram e 105 ficaram feridas no acidente.[10] As autoridades acreditam que a maior parte das vítimas são migrantes de Honduras e da Guatemala, embora a nacionalidade exata de cada vítima ainda não tenha sido confirmada. [Alejandro Martín, oficial do corpo de bombeiros, confirmou a presença de vários menores entre os mortos.[6]

O governador de Chiapas, Rutilio Escandón, afirmou que 49 vítimas morreram no local, enquanto outras cinco morreram enquanto recebiam atendimento médico.[11] Luis Manuel Moreno, chefe da Defesa Civil do Estado de Chiapas, afirmou que cerca de 21 feridos sofreram ferimentos graves, sendo levados para hospitais próximos. Outras 24 pessoas que estavam viajando no caminhão saíram ilesas do acidente.[6]

Reações[editar | editar código-fonte]

Logo após saber da notícia, o Presidente do México Andrés Manuel López Obrador tuitou que o acidente foi "muito doloroso" e que ele lamentava "profundamente a tragédia". O Secretário de Relações Exteriores, Marcelo Ebrard, também expressou suas condolências e anunciou que as chancelarias dos países afetados haviam sido contatadas.[12]

O governador de Chiapas, Rutilio Escandón, também lamentou a tragédia e assegurou via Twitter que havia dado instruções para que fosse prestado "pronto atendimento e assistência aos feridos". Ele acrescentou que "a responsabilidade (pelo acidente) será determinada conforme a lei".[6]

O Instituto Nacional de Imigração do México declarou que ofereceria hospedagem e vistos humanitários aos sobreviventes e que as autoridades ajudariam a identificar os mortos e cobrir as despesas de funeral ou repatriação de seus restos mortais para seus países de origem.[13]

Referências

  1. CNN.com. «Dozens killed in Mexico road accident as truck carrying more than 100 migrants crashes» (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  2. a b «53 migrants dead, 54 injured in truck crash in south Mexico». Ktar News (em inglês). Consultado em 10 de Dezembro de 2021 
  3. «Mexico road accident: dozens killed». MSN.com (em inglês). Consultado em 10 de Dezembro de 2021 
  4. «Migrants from 12 countries among 600 found in two trucks in Mexico». Reuters (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  5. De La Cruz, Manuel; Edgar H. Clemente. «53 dead after truck smuggling migrants crashes in Mexico». Lebanon Express (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  6. a b c d Reina, Elena; Jacobo García. «Ao menos 55 migrantes morrem em acidente com um caminhão superlotado no México». El País. Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  7. «Most of 54 dead in Mexico truck crash were from Guatemala, Mexico says». CNBC (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  8. a b Lopez, Oscar. «Mexico Migrant Truck Crash Leaves at Least 54 Dead». New York Times (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  9. «Dozens killed after truck packed with migrants crashes in Mexico». The Guardian (em inglês). Consultado em 10 de Dezembro de 2021 
  10. «Mexico truck crash: At least 54 people killed as trailer overturns». BBC News (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  11. Garcia, Jacob. «Migrant truck crashes in Mexico killing 54». Reuters (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  12. «Tweet de Marcelo Ebrard». Twitter (em espanhol). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
  13. «Dozens of Central American migrants killed in Mexico crash». Al Jazeera (em inglês). Consultado em 11 de Dezembro de 2021 
Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: México: capotamento de caminhão que levava 180 migrantes ilegais