Morte e funeral de Estado de Sebastián Piñera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Morte e funeral de Estado de Sebastián Piñera
Data 6 de fevereiro de 2024
(morte)
9 de fevereiro de 2024
(funeral de Estado)
Local (morte)
Palácio Ex Congresso Nacional do Chile (velório)
Catedral Metropolitana de Santiago (missa fúnebre)
Tipo Morte e funeral de Estado
Causa Queda de helicóptero
Organizado por Governo do Chile
Enterro Parque del Recuerdo

O acidente do helicóptero Robinson R66 Turbine ocorreu em 6 de fevereiro de 2024, quando um helicóptero Robinson R66 caiu, vitimando o ex-presidente do Chile Sebastián Piñera.[1]

Acidente[editar | editar código-fonte]

Acidente do helicóptero Robinson R66 Turbine
Acidente aéreo
Sumário
Data 06 de fevereiro de 2024
Causa Em investigação
Local Lago Ranco,  Chile
Passageiros 3
Tripulantes 1
Mortos 1
Sobreviventes 3
Aeronave
Modelo Robinson R66
Prefixo CC-DGV

No dia 6 de fevereiro, Sebastián Piñera, sua irmã Magdalena, Ignacio e Bautista Guerrero haviam sido convidados para um almoço na casa do empresário José Cox, amigo do político. Os quatro foram ao evento no helicóptero de Piñera, que pilotava a aeronave.[2] Após o almoço, quando iniciaram o retorno e estavam a 400 metros da casa de Cox, Piñera percebeu que o helicóptero estava com algum problema, e começou a sobrevoar o lago Ranco próximo a sua superfície, para que os tripulantes pulassem na água caso fosse necessário.[3]

Os três então pulam e nadam até as margens do lago, enquanto Piñera era esperado para pular após eles, porém seu cinto de segurança acabou travando e prendendo Piñera, que não conseguiu escapar da aeronave. A causa da morte foi asfixia por afogamento.[4] Piloto desde 2004, Piñera sempre demonstrou gosto por aeronaves, tendo utilizado helicópteros em atividades empresariais e governamentais. Havia renovado recentemente sua licença de pilotagem.[5]

Aeronave[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Robinson R66

O Robinson R66 é um helicóptero leve utilitário e de treinamento para uso civil e militar, desenvolvido e produzido pela Robinson Helicopter Company.[6]

Reações[editar | editar código-fonte]

Quatro de 33 mineiros chilenos, que ficaram presos a 700 metros de profundidade na terra durante 69 dias até serem resgatados com vida em 2010, fizeram uma homenagem ao ex-presidente Sebastián Piñera, que estava no poder na época.[7]

Referências

  1. «Sebastián Piñera, ex-presidente do Chile, morre aos 74 anos em acidente de helicóptero». G1. 6 de fevereiro de 2024. Consultado em 7 de fevereiro de 2024 
  2. «Murió el expresidente chileno Sebastián Piñera en un accidente de helicóptero». La Nacion (em espanhol). 6 de fevereiro de 2024. Consultado em 6 de fevereiro de 2024 
  3. «Morre Sebastián Piñera: o empresário milionário que trouxe poder de volta à direita no Chile». BBC News Brasil. 7 de fevereiro de 2024. Consultado em 9 de fevereiro de 2024 
  4. «Cayó un helicóptero en Chile: el ex presidente Sebastián Piñera murió en el accidente» (em espanhol). Clarín. 6 de fevereiro de 2024 
  5. «'Saltem do helicóptero': antes de morrer, ex-presidente Sebastián Piñera tomou decisão que salvou irmã e outros dois passageiros». O Globo. 7 de fevereiro de 2024. Consultado em 9 de fevereiro de 2024 
  6. Mornington-Sanford, Richard. "Nigerian Air Force take delivery of their first two Robinson R66 (Turbine) helicopters". (em inglês), Mornington Sanford Aviation.
  7. «Mineiros chilenos resgatados em 2010 dizem em velório de Sebastián Piñera que estão vivos graças ao ex-presidente do Chile». G1. 8 de fevereiro de 2024. Consultado em 9 de fevereiro de 2024 
Ícone de esboço Este artigo sobre um acidente aéreo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.