Ademir Lucas Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde novembro de 2018) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ademir Lucas Gomes
Deputado estadual de  Minas Gerais
Período 1979 a 1983
1983 a 1987
1987 a 30 de dezembro de 1988
2007 a 2011
Deputado federal por  Minas Gerais
Período 1995 a 1999
1999 a 2000
Prefeito de BandeiraContagem.jpg Contagem
Período 1º de janeiro de 1989
a 1º de janeiro de 1993
Antecessor Guido Fonseca
Sucessor Altamir José Ferreira
Prefeito de BandeiraContagem.jpg Contagem
Período 1º de janeiro de 2001
a 1º de janeiro de 2005
Antecessor Paulo Augusto Pinto de Mattos
Dados pessoais
Nascimento 29 de setembro de 1943 (75 anos)
Esmeraldas-MG
Partido SD
Profissão Advogado
linkWP:PPO#Brasil

Ademir Lucas Gomes (Esmeraldas, 29 de setembro de 1943) é um advogado e político brasileiro.[1][2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Uma trajetória de conquistas por Contagem

A história de vida de Ademir Lucas é marcada pela coragem e determinação diante das dificuldades e conquistas. Nasceu bem próximo a Contagem, na vizinha Esmeraldas, em 29 de setembro 1943. Filho do artista e intelectual da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, José Lucas Filho, e da dedicada mãe e dona de casa, Maria Silva Lucas. Como a maioria das famílias de interior, teve muitos irmãos, cinco no total. Aprendeu desde cedo a importância da família e a cooperação para encontrar e buscar superação. “Não havia energia elétrica em casa. Eu e meus irmãos tínhamos que tomar banho em um ribeirão próximo de onde morávamos. O que parecia uma adversidade para alguns, para nós era uma verdadeira festa”, relembra.

Começo de uma história de lutas

O jovem curioso, saiu de sua cidade rumo à capital mineira com o intuito de cursar o segundo grau, já que não havia escolas segundarias em Esmeraldas. Nesse período morou na casa de seu tio-padrinho. Em Belo Horizonte, Ademir conta que a vida foi difícil, mas de muito crescimento pessoal e aprendizado. “Meu pai não tinha como prover integralmente meus custos, por isso precisei trabalhar no armazém de outros dois tios meus, entregando compras de bicicleta, para complementar a renda”.

Estudante dedicado, concluiu o segundo grau e logo prestou vestibular em três universidades, passando em todas. Sua escolha foi pelo curso de Sociologia e Política na Faculdade de Ciência Econômicas. Com o golpe militar, ocorrido em 1964, o curso sofreu muitas modificações impostas pelo novo regime e Ademir decidiu trocar de curso. Realizou então novo vestibular, desta vez para Direito, na PUC Minas e na UFMG. Mais uma vez, passou nos dois e escolheu por realizá-lo na UFMG, onde se graduou em 1969.

Ademir mora há mais de 40 anos em Contagem. É casado, pai de seis filhos: Breno, Luciana, Larissa, Ademir Lucas Gomes Filho, José Lucas e Giovana; e tem quatro netos: Renan, Raíra, Uli e Iana.

Vida pública dedicada ao desenvolvimento

A história política de Ademir teve início ainda na Faculdade de Direito. Na época, o país vivia uma forte repressão por parte do governo militar e o engajamento político era uma necessidade para promover transformação social. Se tornou então advogado do único partido que fazia oposição a esse opressor sistema político, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Mais tarde, devido ao fim do bipartidarismo, as inúmeras correntes que compunham o partido fundaram outras legendas. Pela proatividade em solucionar as demandas do partido, em 1972, Ademir foi convidado para acompanhar em Contagem o processo eleitoral. O trabalho nas eleições o tornou assessor técnico consultivo da prefeitura da cidade, entretanto, continuou como advogado do MDB.

Em 1976, foi coordenador-geral da vitoriosa campanha a prefeito de Contagem de José Luiz de Souza, quando assumiu funções mais importantes dentro prefeitura, chegando a ser chefe da assessoria técnico-consultiva. Por acompanhar de perto as demandas da população, Ademir foi lançado e eleito deputado estadual por Contagem em 1978.

Em 1982, aconteceram as primeiras eleições diretas e Tancredo Neves foi eleito governador de Minas Gerais. Nesta época, Ademir foi escolhido por ele para ser, em 1983 e 1984, o líder na Assembleia Legislativa, líder do PMDB e liderança da Maioria, ganhando ainda mais destaque na política do Estado.

Já no governo estadual de Hélio Garcia, em 1984, Ademir Lucas foi convidado para ser secretário do Trabalho e Ação Social. O grande trabalho no governo do estado culminou na eleição de Ademir como prefeito de Contagem em 1988. Em 1994, tornou-se deputado federal. Já em 1995 foi convidado pelo então governador Eduardo Azeredo (PSDB), a tornar-se secretario de Esportes, Lazer e Turismo. Reelegeu-se como deputado federal em 1998 e, em 2000, foi novamente prefeito de Contagem.

Recentemente, trocou de partido, filiando-se ao Solidariedade.

Quatro décadas de realizações em Contagem

Há pouco mais de 40 anos, Ademir começava a mudar a história de Contagem. Na década de 70, após coordenar a companha de José Luiz de Souza, trabalhou na prefeitura da cidade, elaborando um sistema político de organização do povo, por meio da criação das associações de moradores de bairros em toda a cidade e o programa PCO – Plano Comunitário de Obras, que se assemelha ao hoje chamado Orçamento Participativo. “Conseguimos, com o PCO, aproximar a prefeitura de toda a população”, conta.

Por esse trabalho comprometido em atender as reais demanda da população, foi eleito deputado. E, cada vez mais próximo dos moradores da cidade, Ademir compreendeu que Contagem precisava de maior dedicação e que ele poderia fazer mais. Por dois mandatos, foi eleito prefeito e sua gestão visionária e bem planejada modernizou a cidade com diversas obras sociais e de infraestrutura urbana.

Obras

Durante sua gestão, um grande problema de mobilidade urbana na Região Metropolitana foi solucionado com implantação da Via Expressa, da Pampulha/Ceasa até Betim. Além disso, construiu 10 avenidas sanitárias, como a Gil Diniz e Francisco Firmo de Matos. O trevo da Ceasa, na BR-040, melhorou o trânsito local, com vias paralelas e pistas mais largas. Ergueu o viaduto Beatriz, que permitiu a legislação da via expressa à Av. João César de Oliveira, e construiu as avenidas Helena Vasconcelos Costa e Sarandi, ligando Contagem a Pampulha.

Educação

A educação sempre foi uma de suas prioridades de governo. Municipalizou a Funec, com implantação de 21 unidades; construiu mais de 30 escolas de ensino municipal, os CIACS do Riacho e da Ressaca, além do maior aumento salarial de todos os tempos (o maior piso salarial para professores do Brasil) e melhores condições de trabalho oferecidos aos educadores pelo município. Crio mais vagas nas escolas, além do Centro de Referência do Educador.

Saúde e saneamento

Na administração de Ademir foi construído o único Hospital Municipal de Contagem, que ganhou o nome de seu pai, José Lucas Filho. Ele criou o centro de consultas especializadas Iria Diniz, os centros de Fisioterapia e Imunização, as policlínicas dos bairros Ressaca, Nova Contagem, Sede e Petrolândia, os PSF’s foi ampliado e reaberto o Pronto Socorro JK, além de dezenas de postos de saúde. Só no Iria Diniz, o número de consultas passou de 60 mil para 190 mil por ano em mais de 30 especialidades médicas, e, ainda, a criação de uma clínica especializada no atendimento de portadores de HIV positivo.

Uma das maiores obras de saneamento básico da cidade foi feita em seu governo. Na sede foram implantados 18 quilômetros de sistema coletor de esgoto, em parceria com o governo de Minas e Prosam, que permitiu a abertura de cinco avenida sanitárias e um convênio, garantindo a construção de outras 30 avenidas em toda cidade.

Segurança pública

Na sua gestão, a segurança pública também foi priorizada com a implantação da Delegacia de Mulheres, Vara da Infância e da Adolescência e Juizado de Pequenas Causas. O prédio do Fórum foi reformado e criadas oito novas varas judiciais. Os becos no bairro Eldorado receberam iluminação pública, além da criação da Guarda Municipal e a construção de quartéis do 39º Batalhão PM na região do Industrial Amazonas, Ceasa, São Joaquim, Novo Eldorado, Missões Especiais, Sede e Água Branca.

Referências

  1. Cidadão, Assembleia de Minas - Poder e Voz do. «Ademir Lucas - Assembleia de Minas». Assembleia de Minas. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  2. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «ADEMIR LUCAS GOMES | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  3. «Quem são». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 12 de novembro de 2018 
Precedido por
Guido Fonseca
Prefeito de Contagem
19891992
Sucedido por
Altamir José Ferreira
Precedido por
Paulo Augusto Pinto de Mattos
Prefeito de Contagem
20012004
Sucedido por
Marília Aparecida Campos
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.