Aeroporto Internacional de Cabul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aeroporto Internacional de Cabul
Aeroporto
دکابل نړیوال هوایی ډګر
میدان بین المللی کابل
IATA: KBL - ICAO: OAKB
Características
Tipo Público/militar
Administração Flag of Taliban.svg Emirado Islâmico do Afeganistão
Serve Cabul, Afeganistão
Inauguração início de 1960
Coordenadas 34° 33' 57" N 69° 12' 47" E
Altitude 1 791 m (5 876 ft)
Principais companhias
Mapa
KBL está localizado em: Afeganistão
KBL
Aeroporto Internacional de Cabul
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
11/29 3 511  m (11 519 ft) Não disponível

Aeronaves na ala internacional do aeroporto.

O Aeroporto Internacional de Cabul (IATA: KBLICAO: OAKB) (em pachto: دکابل نړیوال هوایی ډګر; persa: میدان بین المللی کابل), hoje renomeado para Aeroporto Internacional Hamid Karzai (em persa: میدان هوائی بین المللی حامدکرزی; em pachto: د حامدکرزی نړيوال هوائي ډګر) também conhecido como Aeroporto Khwaja Rawash, é o principal aeroporto do Afeganistão. Localiza-se a 16 quilômetros do centro de Cabul, capital do país.

Foi construído no início da década de 1960, numa época em que o Afeganistão estava sendo modernizado e alcançando o resto dos países vizinhos. Durante os 10 anos da invasão soviética (1979-1989), o aeroporto ficou totalmente sob o controle do Exército Vermelho. Com a retirada das tropas soviéticas passou para controle das forças armadas afegãs, aliadas dos soviéticos, e posteriormente foi dominado por milícias privadas até o fim de 2001, quando os Estados Unidos e outros aliados invadiram o país.

Após a invasão de 2001, o Aeroporto de Cabul passou a ser utilizado unicamente para as Forças Armadas dos Estados Unidos e a Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF), uma força de paz liderada pela OTAN. Após o fim das sanções das Nações Unidas ao país, no início de 2002, pôde finalmente voltar a ser usado por companhias aéreas civis. O aeroporto foi ampliado e modernizado a partir de 2005. Um novo terminal internacional foi construído e o doméstico renovado. Uma série de bases militares também foram construídas ao redor do aeroporto, que eram usadas pelas Forças Armadas dos Estados Unidos e a Missão Apoio Resoluto (e a Força Internacional de Apoio à Segurança) da OTAN. A força aérea afegã também mantinha uma base no aeroporto,[1] enquanto a Polícia Nacional Afegã era quem fornecia segurança nas entradas principais. Antes da tomada da capital pelo Talibã, o aeroporto fornecia voos regulares de e para o Paquistão, Índia, Irã, China, Turquia, Rússia, Uzbequistão, Tajiquistão e muitos dos estados árabes do Golfo. Até junho de 2016, o destino principal dos voos que partiam eram em direção ao aeroporto de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com não menos que quatro companhias aéreas de passageiros voando na rota e algumas com vários voos diários.[2][3]

Após a tomada de Cabul pelo Talibã em agosto de 2021, todos os voos civis foram cancelados e suspensos no médio prazo. Tropas dos Estados Unidos e de nações da OTAN ocuparam o local, enquanto o exército e polícia do governo afegão se dispersavam e desertavam seus postos.[4][5] Em 17 de agosto de 2021, o aeroporto foi reaberto para o tráfego militar depois que sete pessoas morreram tentando fugir do país no dia anterior.[6] A situação no aerporto se tornou caótica, com os americanos controlando o perímetro e o Talibã cercando a região, com milhares de refugiados tentando abandonar o país.[7][8] Em 26 de agosto, o perímetro externo do aeroporto foi atacado,[9][10] quando um homem-bomba se explodiu numa das entradas, matando mais de 180 pessoas.[11] Os Estados Unidos utilizaram o aerporto por quase duas semanas para evacuar mais de 100 mil civis. Em 30 de agosto, as últimas aeronaves americanas deixaram a região, entregando o controle do aeroporto para o Talibã.[12]

Referências

  1. «Super Tucano in Service in U.S. Air Force». Consultado em 16 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  2. «OAKB - Hamid Karzai International Air Airport | SkyVector». skyvector.com. Consultado em 7 de agosto de 2020 
  3. «OAKB/Hamid Karzai International Kabul General Airport Information». acukwik.com. Consultado em 7 de agosto de 2020 
  4. «Biden keeps to August 31 deadline for Kabul airlift». www.aljazeera.com 
  5. Mahtani, Melissa; Wagner, Meg; Hayes, Michael; Macaya, Melissa; Sangal, Aditi; Lendon, Brad; Berlinger, Joshua; Fox, Kara (16 de agosto de 2021). «Afghanistan latest news as Taliban forces take Kabul: Live updates». CNN 
  6. «Terror At Kabul Airport Leaving 7 Dead - Travel Radar». Travel Radar - Aviation News (em inglês). 16 de agosto de 2021. Consultado em 17 de agosto de 2021 
  7. «US Troops Fired Crowd-Control Shots At Kabul Airport: Pentagon». NDTV. Reuters. 18 de agosto de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2021 
  8. «Taliban fire in the air to control crowd at Kabul airport». Reuters. 22 de agosto de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2021 
  9. «Pentagon says Kabul attack carried out by one suicide bomber». Reuters (em inglês). 27 de agosto de 2021. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  10. «Pentagon confirms only one suicide bomber in Kabul airport attack». MSNBC.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2021 
  11. Rob Picheta; Meg Wagner; Melissa Mahtani; Melissa Macaya; Veronica Rocha; Fernando Alfonso III (26 de agosto de 2021). «Latest Afghanistan evacuation numbers from the White House show slowing pace». CNN (em inglês). Consultado em 27 de agosto de 2021 
  12. Gannon, Kathy; Akhgar, Tameem; Krauss, Joseph; Gambrell, Jon; Batrawy, Aya; Rahim Faiez, Rahim; Ahmed, Munir; Magdy, Samy; Burns, Robert; Kesten, Lou (30 de agosto de 2021). «Taliban celebrate victory as U.S. troops leave Afghanistan». Associated Press. Consultado em 31 de agosto de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Internacional de Cabul