Aeroporto de Itaituba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Airport symbol comercial.png
Itaituba
Aeroporto Regional de Itaituba
IATA: ITB - ICAO: SBIH
Características
Tipo Público
Administração INFRAERO
Serve Região de Itaituba
Localização Brasil Itaituba, PA
Coordenadas 4° 14' 32" S 56° 0' 03" O
Altitude 33 m (108 ft)
Movimento de 2015
Passageiros 16 813 passageiros
Carga 8 213 Kg
Aéreo 553 decolagens
Mapa
SBIH está localizado em: Brasil
SBIH
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
05 / 23 1 605 m (5 266 ft) Asfalto
Notas
Dados do DECEA[1] e da ANAC[2]

O Aeroporto de Itaituba (IATA: ITBICAO: SBIH) serve a cidade de Itaituba e região. É o aeroporto mais importante da região sudoeste do Estado do Pará, sendo classificado como Aeroporto Regional. O aeroporto conta com voos comerciais regulares que ligam Itaituba diariamente às cidades de Santarém, Altamira, Belém e Manaus. Além disso, empresas de taxi aéreo oferecem voos para distritos e vilarejos mais afastados do centro urbano da cidade, bem como para os inúmeros garimpos de ouro da região e municípios vizinhos.

Infraestrutura aeroportuária[editar | editar código-fonte]

Aeroporto de Itaituba

O aeroporto conta com um terminal de passageiros totalmente climatizado, mix de lojas, praça de alimentação e acesso gratuito à Internet. A operação de pousos e decolagens no aeródromo é feita pelo Grupamento de Navegação Aérea de Itaituba (GNA III - SBIH). O aeródromo conta com sinalização que permite operações noturnas (IFR), e possui uma pista auxiliar para o taxiamento de aeronaves.

Em 2005, foram realizados serviços de retirada de pontos críticos e drenagem na pista de pouso, que foi ampliada de 1.500 metros para 1.700 metros e ganhou balizamento noturno. O terminal recebeu ainda equipamentos de precisão de voo que fornecem ao piloto a informação da posição exata da pista. Com a obra, o aeroporto muda de categoria, passando de médio para grande porte, podendo assim receber aeronaves maiores, com total segurança. O terminal de passageiros também foi ampliado, para se adequar ao maior movimento no aeroporto.

Mais recentemente, foi instalado o Serviço de Brigada Anti-Incêndio no aeroporto, e foi reformado o balizamento e a pista de pousos/decolagens do aeroporto, como condições estabelecidas pela ANAC para a continuidade do funcionamento do aeroporto. Além disso, está em processo de construção uma cerca de proteção do sítio do aeroporto para a proteção das operações de pousos e decolagens.

Em Dezembro de 2014, o Vereador Peninha, relatou na câmara Municipal de Itaituba, durante seu uso da tribuna, que o Aeroporto de Itaituba, estava sendo ameaçado de ser fechado, pela falta de infraestrutura,como uma cerca adequada, Caminhão adequado para o combate de incêndios, e muitas outras coisas. A partir da segunda quinzena de Dezembro, o Aeroporto de Itaituba foi fechado pela ANAC para voos de empresas regionais.

Linhas Aéreas e Destinos[editar | editar código-fonte]

Companhias Destinos
Brasil MAP Linhas Aéreas Altamira, Manaus, Santarém, Belém e Parintins
BrasilPiquiatuba Transportes Aéreos Altamira, Belém, Novo Progresso, Santarém

Facilidades[editar | editar código-fonte]

  • Estacionamento: 30 vagas
  • Restaurante e Lanchonete
  • Acesso Gratuito à Internet
  • Lojas de Conveniência
  • Serviço de Taxi
  • caixas Eletrónicos da Caixa e Bradesco

Complexo Aeroportuário[editar | editar código-fonte]

  • Dimensões da Pista: 1700x30m
  • Altitude: 31m
  • Latitude: 04°14'33
  • Longitude: 56°00'02
  • Revestimento da Pista: Asfalto
  • Opera com Linha Aérea Regular
  • Opera no Período Noturno
  • Número de Posições de Estacionamento de Aeronaves: 13
  • Designativo das Cabeceiras: 05/23

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O Aeroporto de Itaituba, em virtude do garimpo na região aurífera do Tapajós (década de 1980), já registrou uma média de 400 pousos e decolagens, representando um movimento anual de 80.000 pousos e decolagens/ano. Nessa época, o mesmo foi considerado o 3º aeródromo mais movimentado do mundo[carece de fontes?].
  • Em 24 de janeiro de 2008, devido ao pouco movimento (aproximadamente 7.500 pousos e decolagens/ano), foi desativada a Torre de Controle de Tráfego Aéreo. A partir dessa data, a navegação aérea passa a ser controlada via Serviço de Informação de Voo de Aeródromo.

Incidentes e acidentes[editar | editar código-fonte]

Década de 1990
  • Em 22 de Março de 1994 um Cessna 402 da Táxi Aéreo Kovacs, após ter decolado da pista 05, perdeu o controle, vindo a colidir com a superfície de uma lagoa, distante cerca de uma milha da cabeceira da pista 23. A aeronave sofreu perda total e o co-piloto e dois passageiros faleceram no local, por afogamento, após abandonarem a aeronave.
Década de 1980

Endereço[editar | editar código-fonte]

Rodovia Transamazônica, km 4
Itaituba - PA
CEP: 68182-180

Fone: Não existe
Distância do Centro: 5 km

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Publicação Auxiliar de Rotas Aéreas (ROTAER)» (PDF). Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). 2016. Arquivado desde o original (PDF) em 1 de outubro de 2016. Consultado em 1 de outubro de 2016. 
  2. «Dados Estatísticos». Agência Nacional de Aviação Civil. 2015. Arquivado desde o original (XLSB) em 2 de outubro de 2016. Consultado em 2 de outubro de 2016.