Aggregatibacter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAggregatibacter
The Gram Staining - Bacteria Gram Negative.JPG
Classificação científica
Reino: Bacteria
Filo: Proteobacteria
Classe: Gammaproteobacteria
Ordem: Pasteurellales
Família: Pasteurellaceae
Gênero: Aggregatibacter
Espécie: A. actinomycetemcomitans

Aggregatibacter (do latim aggregare+bacter, bactérias agregantes) é um gênero de proteobacterias, gram-negativas, cocobacilares de 0,5 x 1,5 µm, anaeróbias facultativas, não-móveis, de crescimento fastidioso (14 dias), que são flora normal de boca e faringe. Nomeados por sua tendência a agregar-se em pares ou cachos. Capnófilos, crescem bem a 5% de CO2.[1]

Colônias[editar | editar código-fonte]

As colônias tem cerca de 0,5-1,0 mm de diâmetro, bordas irregulares, translúcidas, superfície enrugada, fortemente aderente ao agar. Incubações prolongadas podem dar origem a uma formação de estrelas no centro da colônia. Oxidase negativa, indol negativa, produz catalase, reduz nitratos, produz fosfatases ácidas e alcalinas, fermentador, não hemolíticas. Não requer fatores de crescimento.[1]

Espécies[editar | editar código-fonte]

Contém apenas três espécies:

  • A. actinomycetemcomitans (Klinger 1912): Antigamente Actinobacillus actinomycetemcomitans.
  • A. aphrophilus (Khairat 1940): Antigamente Haemophilus aphrophilus
  • A. segnis (Kilian 1977): Antigamente Haemophilus segnis

Patologias[editar | editar código-fonte]

Podem causar infecções na boca (periodontite) e no coração (endocardite infecciosa) em humanos.[2] Também podem causar osteomielite, glomerulonefrite, endoftalmite, pneumonia, abcesso cerebral e abcesso hepático. É susceptível a cefalosporinas, tetraciclinas e fluoroquinolonas, que descrevem a resistência à penicilina, ampicilina, amicacina e macrólidos.[3]

Referências

  1. a b FLORES R, Roberto. Rev. chil. infectol. [online]. 2011, vol.28, n.6 [citado 2017-05-06], pp.579-580. Disponible en: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-10182011000700011&lng=es&nrm=iso>. ISSN 0716-1018. http://dx.doi.org/10.4067/S0716-10182011000700011.
  2. Henderson B, Ward JM, Ready D (2010). "Aggregatibacter (Actinobacillus) actinomycetemcomitans: a triple A* periodontopathogen?". Periodontology 2000. 54 (1): 78–105. doi:10.1111/j.1600-0757.2009.00331.x. PMID 20712635.
  3. Norskov-Lauritsen N, Kilian M. Reclassification of Actinobacillus actinomycetemcomitans, Haemophilus aphrophilus, Haemophilus paraphrophillus and Haemophilus segnis as Aggregatibacter actinomycetemcomitans gen. Nov, comb Nov, Aggregatibacter aphrophilus comb. Nov and Aggregatibacter segnis comb Nov and emended description of Aggregatibacter aphorophilus to include V factor-depent and V factor independientes isolates. Int J Syst Evol Microbiol 2006; 56: 2135-46.