Ahmed Barzani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ahmed Barzani
Nascimento 1896
Morte 11 de janeiro de 1969 (73 anos)
Bagdá
Cidadania Iraque
Irmão(s) Mustafa Barzani
Ocupação político
O exército iraquiano bombardeando Shirwan-A-Mazin de uma encosta em Kani-Ling durante a revolta de Barzani, junho de 1932.

Ahmed Barzani (1896–1969) (em curdo: ئه‌حمه‌د موحه‌ممه‌د بارزانی), também conhecido como Khudan (em árabe: خودان), foi o chefe da tribo Barzani no sul do Curdistão. O Xeique Ahmed é considerado por ser o arquiteto de Barzan, trazendo muitas tribos diferentes curdas sob seu comando e expandindo região de Barzan. Junto com seu irmão mais novo Mustafa Barzani, ele lutou contra a opressão do governo iraquiano em 1920 e 1930.

Embora fosse um renomado e respeitado clérigo sufista Naqshabandi e líder espiritual,[1] Barzani se tornou famoso por nutrir excentricidades religiosas extremas consideradas muito incomuns para um clérigo islâmico de sua estatura. Ele foi centro de um culto religioso que nada tinha a ver com crenças Naqshabandi.

Referências

  1. «Sheikh Ahmed Barzani V (1896 – 1969) - Kurdishmedia.com». Consultado em 13 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre a região do Curdistão ou sobre o povo curdo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.