Alexandre Coste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Alexandre Éric Stéphane Coste (Paris, 24 de agosto de 2003), ou também conhecido como Alexandre Grimaldi-Coste, é o segundo filho ilegítimo biológico de príncipe reinante Alberto II de Mônaco. Sua mãe é Nicole (Tossoukpé) Coste, uma nativa do Togo.

Os seus avós paternos são o príncipe reinante Rainier III, Príncipe de Mônaco e a famosa princesa Grace Kelly, Princesa Consorte de Mônaco.

Nascimento[editar | editar código-fonte]

Alexandre nasceu no dia 24 de agosto de 2003 no Hospital Saint-Vincent-De-Paul, localizado na cidade de Paris na França. Ele teve inicialmente o sobrenome de "Tossoukpé", até que a sua mãe alterou o sobrenome para o atual "Coste" em 10 de novembro de 2004.[1]

Pelo lado do seu pai, ele é ligado por sangue à família principesca monegasca da Casa de Grimaldi. Ele é um sobrinho de sangue da princesa Carolina do Mónaco e da princesa Stéphanie de Mônaco.

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Em 6 de julho de 2005, o príncipe reinante Alberto II de Mônaco reconheceu a paternidade biológica da criança em uma declaração emitida por seu advogado, Thierry Lacoste, logo após um exame de ácido desoxirribonucleico (DNA) ser feito, confirmando a paternidade biológica.[2][3]

Em abril de 2014, foi confirmado oficialmente que Alexandre tinha alterado o seu sobrenome para "Grimaldi-Coste", adicionando assim oficialmente o sobrenome da Casa de Grimaldi (do seu pai Alberto), usado pela família principesca monegasca.

Meios-irmãos paternais[editar | editar código-fonte]

Por parte de pai, ele tem uma meia-irmã mais velha: Jazmin Grace Grimaldi (nascida em 1992), e dois meios-irmãos caçulas: a princesa Gabriela, Condessa de Carladès e o príncipe Jaime, Príncipe Herdeiro do Mónaco (gêmeos, nascidos em 2014).

Direitos[editar | editar código-fonte]

Por ter nascido fora do casamento e os seus pais não terem se casado posteriormente, Alexandre Coste não está incluído na linha de sucessão ao trono monegasco, mas com frequência aparece em eventos organizados pela família principesca monegasca.[4]

Em 26 de outubro de 2006, o seu pai (o príncipe reinante Alberto II de Mônaco) deu uma entrevista ao apresentador da televisão Larry King dos Estados Unidos, durante a qual disse que apesar de Alexandre não estar na linha de sucessão ao trono monegasco, recebe cuidados financeiros. Alexandre também é um dos herdeiros (ao lado dos seus três meios-irmãos paternos) da fortuna pessoal de Alberto II, estimada em mais de um bilhão de dólares.[5][6][7]

Referências

  1. Smith, Craig S. (7 de julho de 2005). «Prince of Monaco Acknowledges Son by French-Togolese Woman (Published 2005)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  2. «Monaco prince admits love child» (em inglês). 6 de julho de 2005. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  3. Smith, Craig S. (7 de julho de 2005). «Prince of Monaco Acknowledges Son by French-Togolese Woman (Published 2005)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  4. «The Times & The Sunday Times». www.thetimes.co.uk (em inglês). Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  5. «The Monegasque succession: The prince, his son and a deep silence in». The Independent (em inglês). 10 de agosto de 2012. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  6. «CNN.com - Transcripts». transcripts.cnn.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  7. Smith, Craig S. (7 de julho de 2005). «Prince of Monaco Acknowledges Son by French-Togolese Woman (Published 2005)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre um nobre é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.