Alexandre de Constantinopla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros santos de mesmo nome, veja Santo Alexandre (desambiguação).


Santo Alexandre de Constantinopla
Santo Alexandre, à esquerda, acompanhado de São Paulo, o Novo e João, o Jejuador, também patriarcas de Constantinopla
Arcebispo de Constantinopla
Nascimento 237/244 d.C. em ?
Morte 337 em Constantinopla
Veneração por Igreja Ortodoxa e Igreja Católica
Festa litúrgica 30 de agosto
Gloriole.svg Portal dos Santos

Alexandre de Constantinopla foi um bispo de Bizâncio e o primeiro arcebispo de Constantinopla[1] , com a cidade tendo sido renomeada durante seu episcopado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seu sinaxário afirma que ele nasceu originalmente na Calábria, na Itália, e seus pais se chamavam George e Vryaine. Desde a mais tenra idade, ele se dedicou a Deus e permaneceu num mosteiro, onde ele cultivou suas virtudes. Ele tinha o dom das visões, quando passava até vinte dias em jejum. Ele também ficou nu por quatro anos e teve muitos problemas com ataques dos sarracenos. Assim ele viveu por muitos anos, viajando pela Grécia com seus dois pupilos, Vitalios e Nikiphoros.[2]

Ele foi eleito um vigário para ajudar o já idoso bispo de Bizâncio, São Metrófanes. Como resultado, tanto ele quanto Metrófanes são reputados como sendo o primeiro bispo da cidade (ambos também são listados erroneamente às vezes como sendo "Patriarcas" de Constantinopla, pois que a sé episcopal da cidade não tinha sido elevada a esta posição no tempo deles[3] ). Alexandre serviu como bispo por aproximadamente 23 anos, até a sua morte. Sua consagração, cuja data varia entre 313 e 317, se realizou quando ele já tinha 73 anos de idade[4] . Quando Metrófanes morreu, ele deixou instruções em seu testamento para que seu vigário fosse eleito para o trono de Constantinopla.

Durante seu episcopado, Alexandre se envolveu com debates com filósofos pagãos e combateu heresias. Ele foi muito elogiado por Gregório de Nazianzo[5] e por Epifânio de Salamina[6] . Teodoreto o chamou de um bispo "apostólico"[7] .

Controvérsia ariana[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Controvérsia ariana
Hagia Irene, em Istambul, onde Alexandre se trancou para não receber Ário.

Quando a controvérsia ariana começou, Alexandre, o Patriarca de Alexandria, requisitou sua cooperação para combater o que ele percebia ser uma heresia[7] . De acordo com a maioria das fontes, Alexandre de Constantinopla estava presente no primeiro concílio de Niceia[8] , como delegado de Metrófanes, embora algumas afirmem que o idoso bispo (que teria então 117 anos) compareceu ao concílio pessoalmente. Nele, Ário e seus ensinamentos foram condenados.

Posteriormente, Ário quis ser recebido de volta na comunhão da Igreja. O imperador romano Constantino I, tendo sido convencido pelos eusebianos, comandou que Alexandre recebesse Ário formalmente de volta[9] . De acordo com Sócrates Escolástico, Ário não se arrependera realmente de sua heresia e estava apenas prevaricando. E Alexandre sabia disso[10] . O bispo de Constantinopla, ainda que sob ameaça de deposição e banimento pelos eusebianos, persistiu em sua recusa de admitir Ário de volta na Igreja e se trancou na igreja de Hagia Irene (que, na época, era a catedral de Constantinopla), onde permaneceu em fervorosa oração para que Deus o levasse antes que fosse forçado a receber em comunhão alguém que ele temia estar apenas fingindo arrependimento. O que se conta é Ário morrera então a caminho da igreja, antes pudesse ser recebido de volta.

Morte[editar | editar código-fonte]

Alexandre não sobreviveu muito tempo além de Ário[11] . Em seu leito de morte, diz-se que ele nominou-seu vigário, Paulo como sucessor e que ele alertou o clero sobre Macedônio, que tinha se tornaria bispo de Constantinopla em 342 e cujos ensinamentos inspiraram o macedonianismo.

Após sua morte, Alexandre passou a ser considerado um santo da Igreja. O serviço em sua honra foi impresso em Veneza em 1771. De acordo com alguns antigos manuscritos, a festa de Santo Alexandre era comemorada em 2 de junho. Hoje, sua festa é celebrada anualmente em 30 de agosto, em conjunto com seus colegas Patriarcas de Constantinopla, João IV, o Jejuador (582–595, também comemorado em 2 de setembro) e Paulo IV, o Novo (780 - 784).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Alexandre de Constantinopla
(314 - 337)
Precedido por: Cruz ortodoxa.png
Lista dos patriarcas ecumênicos de Constantinopla
Sucedido por:
Metrófanes 27.º Paulo I


Referências

  1. «19». História Eclesiástica. Epistle of the Emperor Constantine against Eusebius and Theognis, addressed to the Nicomedians. (em inglês) I [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  2. «Alexander» (em inglês). Site oficial do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla. Consultado em 3 de abril de 2011. 
  3. Veja «Cânone III do [[Primeiro Concílio de Constantinopla]], 359 d.C.» (em inglês). Christian Classics Ethereal Library. Consultado em 03/04/2011.  Ligação wiki dentro do título da URL (Ajuda)
  4. «6». História Eclesiástica. Alexander, Bishop of Constantinople, when at the Point of Death proposes the Election either of Paul or of Macedonius as his Successor. (em inglês) II [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda); «3». História Eclesiástica. Paul, Bishop of Constantinople, and Macedonius, the Pneumatomachian. (em inglês) III [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  5. Orações. The First Theological Oration (em inglês). XXVII [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  6. Epifânio de Salamina (Epif)Panarion, lxix. 10
  7. a b «3». História Eclesiástica. The Epistle of Alexander, Bishop of Alexandria to Alexander, Bishop of Constantinople. (em inglês) I [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  8. «29». História Eclesiástica. Alexander, Bishop of Constantinople; his Refusal to receive Arius into Communion; Arius is burst asunder while seeking Natural Relief. (em inglês) II [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  9. Epístola a Serapião (em inglês) [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda); Rufino, Hist. i.
  10. «37». História Eclesiástica. After the Banishment of Athanasius, Ariushaving been sent for by the Emperor, raises a Disturbance against Alexander Bishop of Constantinople. (em inglês) I [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  11. «6». História Eclesiástica. Alexander, Bishop of Constantinople, when at the Point of Death proposes the Election either of Paul or of Macedonius as his Successor. (em inglês) II [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda); «19». História Eclesiástica. Epistle of the Emperor Constantine against Eusebius and Theognis, addressed to the Nicomedians. (em inglês) I [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Wikisource-logo.svg Este artigo incorpora texto do verbete Alexander, of Byzantium no "Dicionário de Biografias Cristãs e Literatura do final do século VI, com o relato das principais seitas e heresias" (em inglês) por Henry Wace (1911), uma publicação agora en domínio público.