Alfabeto georgiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alfabeto georgiano

damts'erloba ("Escrita") em Mkhedruli
Tipo Alfabeto
Línguas georgiano e línguas cartevélicas
Período de tempo
c.Século III a.C. — presente
Status Escrita nacional e oficial da Geórgia
Sistemas-pais
Incerto, modelado no alfabeto grego
  • Alfabeto georgiano
Direção Esquerda-para-direita
ISO 15924 Geor, 240
Conjunto de carateres Unicode
Georgiano

Suplemento
Georgiano estendido

Escritas georgianas
País(es)  Geórgia
Domínios Alfabetos
Referência 01205
Região Cáucaso e leste europeu
Inscrição 2016 (1.ª sessão)
Selo de 2010 com o alfabeto georgiano

O alfabeto georgiano é o único alfabeto atualmente usado para escrever a língua georgiana e outras línguas do Cáucaso.[1]

Não se sabe ao certo quando a escrita georgiana foi criada, no entanto, muitos estudiosos consideram que o nascimento do alfabeto georgiano ocorreu durante o reinado do rei georgiano Farnabazo I do Reino da Ibéria em 284 a.C., e por isso ele é creditado como seu criador. Além disso, o rei Farnabazo I é descendente de Kartlos, o grande ancestral da nação Kartvelian, de onde deriva o nome nativo da Geórgia (Sakartvelo).[2][3]

Atualmente existem três tipos de escrita para a língua georgiana; Asomtavruli (apenas em letras maiúsculas), Nuskhuri (letras minúsculas) e Mkhedruli (letras cursivas), que é o atual sistema de escrita usado na língua georgiana moderna.[4]

O alfabeto georgiano não distingue entre letras maiúsculas e minúsculas. Contudo, versões modernas de "maiúsculas" das letras (análogas às letras de imprensa) foram inventadas e são usadas em certas ocasiões, tais como em títulos de jornais. Estas letras "maiúsculas", ao contrário do convencional, alinham-se todas ao mesmo nível e têm a mesma altura.[5]

É um alfabeto que se pronuncia exatamente da mesma forma que é escrito. A escrita georgiana (Mkhedruli) já foi descrita como uma das línguas escritas mais bonitas do mundo.[4][6]

Mkhedruli[editar | editar código-fonte]

O alfabeto moderno (Mkhedruli) usado na escrita do idioma georgiano tem 33 letras. Originalmente eram mais, mas algumas letras (sombreadas a roxo nas tabelas abaixo) caíram em desuso.[7]

Mkhedruli letras

Asomtavruli[editar | editar código-fonte]

O antigo alfabeto "Asomtavruli" já não é usado na escrita moderna, mas ainda se pode encontrar em várias inscrições em monumentos antigos e textos litúrgicos.[8]

Asomtavruli letras
ႭჃ,
 
Algumas fontes para georgiano moderno não mostram as formas reais Asomtavruli para essas letras, mas ao invés disso mostram variantes mais altas (como se fossem "maiúsculas") do moderno alfabeto Mkhedruli (veja abaixo).

Nota: dependendo do tipo de letra presente no seu sistema, esta tabela poderá estar a apresentar a versão "maiúscula" do alfabeto e não o alfabeto asomtavruli.

Nushkuri[editar | editar código-fonte]

Nuskhuri é uma das escritas georgiana. O nome nuskhuri vem de nuskha (ნუსხა), que significa "inventário" ou "programação". Nuskhuri logo foi aumentado com maiúsculas iluminadas por Asomtavruli em manuscritos religiosos. A combinação é chamada Khutsuri (georgiano: ხუცური, "clerical", de khutsesi (ხუცესი "clérigo"), e foi usada principalmente em hagiografia.[9]

Letras Nuskhuri

ani

bani

gani

doni

eni

vini

zeni

he

tani

ini

kʼani

lasi

mani

nari

hie

oni

pʼari

zhani

rae

sani

tʼari

vie
ⴍⴣ ⴓ
uni

pari

kani

ghani

qʼari

shini

chini

tsani

dzili

tsʼili

chʼari

khani

qari

jani

hae

hoe

Escrita do Mkhedruli[editar | editar código-fonte]

A tabela a seguir mostra a ordem dos traços e a direção de cada letra do alfabeto georgiano moderno (Mkhedruli):[10][11]

Observações:

  • Apenas quatro letras têm a altura da letra x, sem traços ascendentes nem descendentes: ა, თ, ი, ო.
  • Treze têm ascendentes, como b ou d em português: ბ, ზ, მ, ნ, პ, რ, ს, შ, ჩ, ძ, წ, ხ, ჰ
  • Um número igual tem traços descendentes, como p ou q em português: გ, დ, ე, ვ, კ, ლ, ჟ, ტ, უ, ფ, ღ, ყ, ც
  • Três letras têm traços ascendentes e descendentes, como a letra thorn do islândes ქ, ჭ, e (na escrita) ჯ. წ tem tanto traços ascendentes e descendentes impressos e, às vezes, manuscritos.

Referências

  1. «Alfabeto georgiano». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 
  2. DZADGNIDZE, Baia (3 de maio de 2021). «12 Incredible Facts About the Georgian Language». Culture Trip (em inglês). Consultado em 10 de março de 2023 
  3. «Georgian Alphabet». Georgian Language and Culture - Berkeley.edu (em inglês). Consultado em 10 de março de 2023 
  4. a b Agenda.ge (30 de março de 2015). «Georgian alphabet aims for UNESCO Intangible Heritage recognition». Agenda.ge (em inglês). Consultado em 17 de setembro de 2023 
  5. DZADGNIDZE, Baia (13 de fevereiro de 2019). «10 facts about the Georgian language». verbling.com (em inglês). Consultado em 10 de março de 2023 
  6. Pereira, Felipe Sant'Ana (27 de agosto de 2020). «The World's 5 Most Beautiful Alphabets You'll Never Learn To Read». Matador Network (em inglês). Consultado em 17 de setembro de 2023 
  7. «Georgian language». Britannica (em inglês). Consultado em 10 de março de 2023 
  8. «Asomtavruli (ႠႱႭႫႧႠႥႰႳႪႨ)». Omniglot (em inglês). Consultado em 10 de março de 2023 
  9. კ. დანელია, ზ. სარჯველაძე, ქართული პალეოგრაფია, თბილისი, 1997, გვ. 219
  10. Aronson 1990, pp. 21–25.
  11. Mchedlidze 2013, p. 110.