Alfaqui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Alfaqui[1] (em árabe, فقيه [faqīh]) é um especialista na fiqh, a ciência do direito islâmico.

Fiqh significa literalmente "entendimento" e, no seu sentido islâmico, “jurisprudência”, pois a compreensão do Corão e da Suna servia para determinar as decisões legais.

Um alfaqui é um experto numa das escolas tradicionais do fiqh, (chamadas madhab). No Islão sunita, existem as escolas hanafita, hambalita, maliquista e xafeísta. O alfaqui é um mestre na metodologia (usul) usada por uma ou mais destas escolas, e é capaz de aplicá-la para chegar às decisões tradicionais da sua respectiva escola.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • AL-JUSHANI, Muhammad b. Harit, Historia de los alfaquíes y tradicionistas de Al-Andalus, CSIC, Madrid 1992, ISBN 84-00-07239-1

Referências

  1. «Alfaqui». Michaelis 
  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em castelhano, cujo título é «alfaquí».
Ícone de esboço Este artigo sobre direito é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.