AliExpress

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
AliExpress
Privada
Atividade Comércio on-line
Fundação 26 de abril de 2010 (9 anos)
Fundador(es) Jack Ma
Sede Hangzhou, Zhejiang, China
Proprietário(s) Alibaba Group
Pessoas-chave Daniel Zhang
Website oficial aliexpress.com

AliExpress é um serviço de varejo on-line fundado em 2010, pertencente ao Alibaba Group ou Grupo Alibaba [1] . É um grupo de empresas com sede em Hangzhou, China, de propriedade privada baseada em e-commerce na internet, incluindo sites online de business-to-business, serviços de varejo e pagamento online, um motor de busca para compras e serviços de computação na nuvem centrados em dados.

Seu fundador, Jack Ma, é o maior investidor individual do Grupo. Com 9% das ações transformou o site num colosso mundial, maior que as potências americanas HP e eBay. Hoje, com 250 milhões de compradores ativos na China, é responsável por 60% do volume de entregas no país. É o site de e-commerce mais visitado na Rússia e foi o 10º site mais popular no Brasil.[2] Ele facilita com que pequenas empresas vendam para clientes de todo o mundo, e, assim como a Amazon, pode-se encontrar quase tudo à venda. É mais correto comparar o AliExpress com o eBay, pois os vendedores são independentes, usando o Aliexpress como um servidor para vender aos consumidores e outras empresas.

Semelhante ao eBay, os vendedores no Aliexpress podem ser empresas ou indivíduos. O Aliexpress é diferente da Amazon, pois atua apenas como uma plataforma de e-commerce e não vende os produtos diretamente para os consumidores.[3] Ele se conecta diretamente as empresas chinesas com os compradores. A principal diferença entre o site de compras chinês Taobao é que o Aliexpress é direcionado principalmente para os compradores internacionais principalmente nos Estados Unidos, Rússia, Brasil e Espanha. O Alibaba está usando o AliExpress para expandir seu alcance fora da Ásia e desafiar gigantes online como Amazon e eBay. O AliExpress usa marketing de afiliados para encontrar novos consumidores.

História[editar | editar código-fonte]

Pavilhão do AliExpress em uma estação em São Petersburgo, Rússia.

O AliExpress começou como um negócio de empresa para empresa de compra e venda de portal. Desde então tem expandido para o varejo, consumer-to-consumer, computação em nuvem e serviços de pagamento. O AliExpress é disponível atualmente nos idiomas inglês, espanhol, holandês, francês, polaco, português e russo. Os clientes fora dos limites do país para esses idiomas são atendidos automaticamente a versão em inglês do serviço.[4]

Em 26 de Agosto de 2019, a primeira loja física da empresa chinesa na Europa abre suas portas no shopping Xanadú, em Arroyomolinos (sudoeste de Madrid), Espanha.[5]

Restrições[editar | editar código-fonte]

O AliExpress não permite que os clientes na China comprem a partir da plataforma, apesar de todos os varejistas serem chineses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Alibaba.com Help Center». Alibaba.com Help Center. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  2. Checkup, China. «What is Aliexpress?». China Checkup. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  3. «AliExpress Is Cheap, But Is It Safe to Shop There?». MakeUseOf. 4 de março de 2016. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  4. «A Brief History of Jack Ma, Alibaba and AliExpress». AlixBlog.com. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  5. «Inauguração da primeira loja física do AliExpress na Europa tem fila de 48 horas». EL PAÍS. 26 de agosto de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2019