Alibaba Group

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alibaba Group Holding Limited
阿里巴巴集团
Alibaba Group.jpg
Tipo Empresa de capital aberto
Slogan Global Trade Starts Here
Cotação NYSE: BABA
Indústria Internet
Fundação 1999
Fundador(es) Jack Ma
Sede Hangzhou, China
Área(s) servida(s) China e exterior
Pessoas-chave Jack Ma (Chairman)
Daniel Zhang (CEO)
Joseph Tsai (Vice Chairman Executivo)
Empregados 34,985 (March 2015)
Produtos Comércio eletrônico, Leilão eletrônico
Subsidiárias Guangzhou Evergrande Football Club, Taobao, Tmall, UCWeb, Aliyun (Nuvem Alibaba)
Faturamento US$ 4,1 bilhões (2012)[1]
Website oficial Alibabagroup.com
Alibaba Group
Chinês tradicional: 阿里巴巴集團
Chinês simplificado: 阿里巴巴集团
Sede do Alibaba em Hangzhou, China.

Alibaba Group ou Grupo Alibaba é um grupo de empresas com sede em Hangzhou, China, de propriedade privada baseada em e-commerce na internet, incluindo sites online de business-to-business, serviços de varejo e pagamento online, um motor de busca para compras e serviços de computação na nuvem centrados em dados.[2]

Seu fundador, Jack Ma, é o maior investidor individual do Grupo. Com 9% das ações transformou o site num colosso mundial, maior que as potências americanas HP e eBay. Hoje, com 250 milhões de compradores ativos na China, é responsável por 60% do volume de entregas no país. [3]

Em 2017, a marca Alibaba foi eleita a 3ª marca chinesa com maior presença global, segundo o ranking BrandZ, atrás apenas da Lenovo (1º lugar) e Huawei (2º)[4].

História[editar | editar código-fonte]

A empresa começou em 1999 com o site web Alibaba.com, com um serviço business-to-business para conectar os fabricantes chineses com compradores estrangeiros. Seu portal consumer-to-consumer Taobao, semelhante ao eBay, apresenta cerca de um bilhão de produtos e é um dos 20 sites mais visitados no mundo. Os sites do Alibaba Group representam mais de sessenta por cento da parcela de entregas na China.[5] A empresa foi fundada no quarto de um apartamento de Jack Ma.[6]

O Alipay, um serviço de depósito de pagamento online, é responsável por cerca da metade de todas as transações de pagamento online na China. A grande maioria desses pagamentos ocorre usando os serviços do Alibaba.[7] A partir de 25 de setembro de 2013, a empresa está em busca de uma oferta pública inicial de ações nos Estados Unidos depois que um acordo não pode ser alcançado com reguladores de Hong Kong.[8] Em 2012, dois sites do Alibaba juntos movimentaram cerca de 170 bilhões de dólares em vendas, mais do que os concorrentes eBay e Amazon.com, juntos.[5] A empresa atua principalmente na República Popular da China, e em março de 2013 foi estimado pela revista The Economist, uma avaliação de 55 bilhões para mais de 120 bilhões de dólares.[5]

Em setembro de 2014, a empresa estreou na Bolsa de Valores de Nova Iorque.[9]

Principais sites do grupo[editar | editar código-fonte]

  • Alibaba - B2B por atacado internacional.
  • Aliexpress - atacado e varejo para pessoas físicas e empresas internacionais.
  • Taobao - atacado e varejo para pessoas físicas e empresas na China.

Referências

  1. «2011年阿里集团收入达28亿美元 利润率超40%» (em chinês). Sohu. 7 de julho de 2012. Consultado em 1 de abril de 2014 
  2. «"Alibaba já lucra mais do que Ebay e Amazon juntos"». Valor Econômico. Consultado em 2 de Setembro de 2014 
  3. Marcelo Carvalho, "Mini-CV Jack Ma", em: http://www.psafe.com/blog/mini-cv-jack-ma/
  4. «Kantar - BrandZ: Lenovo, Huawei e Alibaba entre marcas chinesas com maior presença global». br.kantar.com (em bretão). Consultado em 15 de fevereiro de 2017 
  5. a b c «E-commerce in China: The Alibaba phenomenon». The Economist (em inglês). 23 de março de 2013. Consultado em 1 de abril de 2014 
  6. G1, Do. «Ação do Alibaba avança mais de 40% na estréia da Bolsa». Valor Econômico. Consultado em 19 de Setembro de 2014 
  7. «Alibaba: The world's greatest bazaar». The Economist (em inglês). 23 de março de 2013. Consultado em 1 de abril de 2014 
  8. «UPDATE 3-U.S. to get coveted Alibaba IPO after Hong Kong talks founder». Reuters (em inglês). 25 de setembro de 2013. Consultado em 26 de setembro de 2013 
  9. G1, Do. «Ação do Alibaba avança mais de 40% na estreia da Bolsa». Valor Econômico. Consultado em 19 de Setembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.