Alison Piepmeier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Alison Piepmeier» na Wikipédia em inglês. Ajude e colabore com a tradução.
Alison Piepmeier
Nascimento 11 de dezembro de 1972
Cookeville
Morte 12 de agosto de 2016 (43 anos)
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Vanderbilt
Ocupação escritora
Causa da morte câncer cerebral

Alison Piepmeier (Cookeville (Tennessee), 11 de dezembro de 1972) é uma estudiosa e feminista americana, conhecido por seu livro Girl Zines: Making Media, Doing Feminism.[1] Ela tem servido como diretora da Mulher e Estudos de Gênero e professora de inglês na Universidade de Charleston.[2] além de sua escrita acadêmica, Alison contribui com uma coluna no Jornal da Cidade Charleston[3] e tem escrita editoriais do blog de ​​Motherlode de The New York Times.[4]

Referências

  1. «Girl zines : making media, doing feminism» (em inglês). New York University Press. Consultado em 9 de junho de 2016 
  2. «Alison Piepmeier Bio» (em inglês) 
  3. «Charleston City Paper» (em inglês) 
  4. «New York Times Motherlode blog» (em inglês) 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.