Alketas Panagoulias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alketas Panagoulias
Αλκέτας Παναγούλιας'
Alketas Panagoulias Αλκέτας Παναγούλιας'
Panagoulias em 1986.
Informações pessoais
Nome completo Alketas Panagoulias
Data de nasc. 30 de maio de 1934
Local de nasc. Thessaloniki,  Grécia
Falecido em 18 de junho de 2012 (78 anos)
Local da morte Vienna, Virgínia,  Estados Unidos
Apelido Alkis
Informações profissionais
Posição Defensor
Clubes de juventude
1949–1951 Grécia Aris Salônica
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1949–1962
1962–1967
Grécia Aris Salônica
Estados Unidos Greek American Atlas

Times/Equipas que treinou
1967–1971
1972–1973
1973–1976
1977–1981
1981–1983
1983–1985
1984
1983
1985–1987
1987–1990
1991–1992
1992–1994
1997
1998–1999
Estados Unidos Greek American Atlas
Grécia Grécia (assistente)
Grécia Grécia
Grécia Grécia
Grécia Olympiacos
Flag of the United States.svg Estados Unidos
Flag of the United States.svg Estados Unidos (seleção olímpica)
Estados Unidos Team America
Grécia Olympiacos
Grécia Aris Salônica
Grécia Levadiakos
Grécia Grécia
Grécia Iraklis
Grécia Aris Salônica













Alketas "Alkis" Panagoulias - em grego, Αλκέτας Παναγούλιας - (Thessaloniki, 30 de maio de 1934Vienna, 18 de junho de 2012) foi um futebolista e treinador de futebol grego.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Como jogador, defendeu apenas 2 equipes: o Aris Salônica, entre 1949 e 1962, e o Greek American Atlas, onde jogou por 5 anos antes de encerrar a carreira em 1967. Recebeu a cidadania americana em 1969. Foi também no Greek American onde ele iniciou a carreira de técnico.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Grécia[editar | editar código-fonte]

Em 32 anos como treinador de futebol, Panagoulias comandou 9 equipes, com destaque para a Seleção Grega, comandada por ele em 3 oportunidades (1973-76, 1977-81 e 1992-94), e é considerado um ídolo nacional ao levar o selecionado para a Eurocopa de 1980 e para a Copa de 1994. Antes, foi auxiliar de Billy Bingham no período em que o norte-irlandês treinou a Seleção Grega, entre 1971 e 1973. Nos 2 torneios, a Grécia foi eliminada ainda na primeira fase.[1]

EUA[editar | editar código-fonte]

Treinou ainda a Seleção dos Estados Unidos (principal e olímpica), o Olympiacos (2 passagens), o Aris Salônica (2 passagens), o Levadiakos e o Iraklis, encerrando sua carreira no futebol em 1999.

Fim de Carreira e Falecimento[editar | editar código-fonte]

Foi também eleito presidente do Aris em 2002 e chegou a fazer carreira política. Morreu em 18 de junho de 2012, aos 78 anos de idade.

Referências

  1. «Perfil em Transfermarkt». Consultado em 19 de março de 2016