Amber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Amber (desambiguação).
Vista da fortaleza Amber
Vista do jardim do forte

Amber foi uma cidade-fortaleza abandonada do estado de Rajastão, na Índia. Atualmente está incluída na Corporação Municipal da cidade de Jaipur, capital do estado de Rajastão.

O nome de Amber foi mencionado pela primeira vez por Ptolomeu. Uma localidade que já prosperava desde 967, foi fundada pela tribo dos Meenas. Em 1037, foi tomada pelos Kachwahas (Rajputs) que à tornaram sua capital até abandonarem-a em 1727 em proveito de Jaipur, uma cidade moderna construída pelo rajá Jai Singh II sobre um tabuleiro plano distante uma dezena de quilômetros ao sul dela. Após a fundação da nova cidade o palácio real e as casas das pessoas proeminentes foram deslocadas para Jaipur. Porém, os sacerdotes dos templos permaneceram vivendo no forte. A capital dos Kachwahas foi suplantada pela modernizada cidade de Jaipur, que atualmente é a capital do estado de Rajasthan da Índia.

Após os anos 60 a cidade aumentou de população. Apresenta numerosos templos hinduístas como o belo Jagat Shiromani (construído perto de 1610), templos dos jainas e a mesquita de Akbar (1569) restaurada por Aurangzeb.

Ícone de esboço Este artigo sobre a Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.