Angelo Felici

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Angelo Felici
Cardeal da Santa Igreja Romana
Prefeito Emérito da Congregação para as Causas dos Santos
Angelo Felici em 1973
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 1 de julho de 1988
Predecessor Dom Pietro Cardeal Palazzini
Sucessor Dom Alberto Cardeal Bovone
Mandato 1988 - 1995
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 4 de abril de 1942
Nomeação episcopal 22 de julho de 1967
Ordenação episcopal 24 de setembro de 1967
por Dom Amleto Giovanni Cardeal Cicognani
Nomeado arcebispo 22 de julho de 1967
Cardinalato
Criação 28 de junho de 1988
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-diácono (1988-1999)
Cardeal-presbítero (1999-2007)
Título Santi Biagio e Carlo ai Catinari
Brasão
Coat of arms of Angelo Felici.svg
Lema In Lumine Tuo
Dados pessoais
Nascimento Segni
26 de julho de 1919
Morte Roma
17 de junho de 2007 (87 anos)
Nacionalidade Italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Angelo Felici (Segni, 26 de julho de 1919Roma, 17 de junho de 2007) foi um bispo católico, cardeal e presidente da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei. Foi prefeito da Congregação para as Causas dos Santos de 1988 a 1995. Diplomata, foi núncio apostólico em Portugal entre 1976 e 1979 e em França de 1979 a 1988.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Entre 1934 e 1941 frequentou o curso de Teologia e Filosofia no Colégio Pontificio Leoniano de Anagni. Foi ordenado sacerdote em 1942.

Durante o ano académico de 1941-1942 frequentou o curso de "Utriusque Iuris" do Ateneu Pontifício Lateranense, conseguindo depois o doutoramento em Direito Canónico na Universidade Pontifícia Gregoriana.

Em Julho de 1945 foi chamado pelo Monsenhor Domenico Tardini, secretário da Congregação dos Assuntos Eclesiásticos Extraordinários, a prestar o seu serviço na primeira secção da Secretaria de Estado, cargo que desempenhou durante cerca de dezanove anos.

Em fevereiro de 1964, o Papa Paulo VI nomeou-o subsecretário da Congregação dos Assuntos Eclesiásticos Extraordinários. No dia 22 de julho de 1967 foi eleito arcebispo auxiliar de Cesariana (recebendo a ordenação episcopal no dia 24 de setembro) e nomeado ao mesmo tempo pro-núncio apostólico nos Países Baixos, onde permaneceu até maio de 1976, quando foi nomeado núncio apostólico em Portugal.

No dia 27 de agosto de 1979 foi nomeado núncio apostólico na França por João Paulo II. Foi prefeito da Congregação para as Causas dos Santos de julho de 1988 a junho de 1995, e presidente da Comissão Pontifícia Ecclesia Dei de Dezembro de 1995 a abril de 2000.

João Paulo II fê-lo Cardeal no Consistório de 28 de junho de 1988, com o Titulus de Santi Biagio e Carlo ai Catinari, diaconia elevada pro hac vice a título presbiterial.

Angelo Felici perdeu o direito de participar num conclave em 1999, quando completou 80 anos, nunca tendo participado em nenhum.

Faleceu no dia 17 de junho de 2007, aos 87 anos de idade. O Papa Bento XVI presidiu às cerimónias fúnebres, no Altar da Cátedra da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Referências