Anna Hazare

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anna Hazare
Nascimento 15 de junho de 1937 (80 anos)
Bhingar, Maharashtra
Nacionalidade Indiano
Ocupação Movimento anticorrupção
Influências

Kisan Baburao Hazare, mais conhecido como Anna Hazare, (Bhingar, Maharashtra, 15 de junho de 1937) é um ativista social da Índia, líder de destaque do movimento anticorrupção no país que, em 2011, usando métodos não-violentos igual a Mahatma Gandhi.[1][2] chamou a atenção nacional e internacional sobre si. Hoje, a partir de 2013, um vasto grupo de seus adeptos decidiu transformar o movimento em partido, a que chamaram o partido do homem comum (Aam Aadmi Party, AAP), que acabou por ficar em segundo lugar na eleições municipais de Nova Déli e o único capaz de formar governo.[3] Ele, mesmo assim, criou uma nova organização designada de Jantantra Morcha.[4]

Hazare também contribuiu para o desenvolvimento e estruturação de Ralegan Siddhi, uma vila no distrito de Partner taluka de Ahmednagar, Maharashtra. Isso resultou tão bem que foi premiado com o Padma Bhushan, em 1992, pelos seus esforços em estabelecer aí um modelo para as restantes vizinhas.[5]

Anna Hazare iniciou uma indefinida greve de fome em 5 de abril de 2011 para exercer pressão sobre o governo indiano para promulgar uma lei anticorrupção, conforme previsto na Lokpal Jan Bill, para a instituição de um poder contra a corrupção. O jejum levou a protestos em todo o país em apoio a Hazare. O jejum terminou em 9 de abril de 2011, um dia depois de o governo aceitar as exigências de Hazare. O governo emitiu uma notificação sobre a formação de uma comissão mista, composta de governo e representantes da sociedade civil, para elaborar a legislação.[6][7]

Anna Hazare foi classificado como a pessoa mais influente em Mumbai por um jornal diário nacional.[8] Hazare foi criticado por seus pontos de vista autoritários na justiça, incluindo a morte como punição para funcionários públicos corruptos e pelo seu suposto apoio forçado à vasectomia como método de planejamento familiar.[9][10]

Referências

  1. Kohari, Alizeh (16 de agosto de 2011). «Hunger strikes: What can they achieve?». BBC News 
  2. Yardley, Jim (18 de agosto de 2011). «Unlikely Echo of Gandhi Inspires Indians to Act». The New York Times. Consultado em 19 de agosto de 2011 
  3. Um novo partido: surpresa que vem da Índia, Valdir Pereira, Autodinamismo
  4. Anna Hazare's hunger strike enters second day, govt ready to pass Lokpal Bill, India Today
  5. «Padma Bhushan Awardees». Consultado em 10 de abril de 2011 
  6. «India activist Anna Hazare ends hunger strike». BBC News. 9 de abril de 2011. Consultado em 9 de abril de 2011 
  7. «Govt issues notification on committee to draft Lokpal Bill». New Delhi: The Hindu. 9 de abril de 2011. Consultado em 9 de abril de 2011  |coautores= requer |autor= (ajuda)
  8. «The DNA power list: Top 50 influentials» (em English). Mumbai: DNA. 29 de julho de 2011. Consultado em 30 de julho de 2011 
  9. «Spare Us the Gandhian Halo», The Open Magazine, Hartosh Singh Bal, consultado em 18 de agosto de 2011 
  10. «The Rorschach Effect in Indian Politics», Yahoo! News, Amit Varma, consultado em 18 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anna Hazare