António Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

António Teixeira (Lisboa, 14 de maio de 1707 - 1774) foi um compositor português.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nasceu e morreu em Lisboa. Estudou em Roma de 1714 a 1728, e no dia 11 de Junho do mesmo ano foi eleito Capelão-cantor da Sé de Lisboa. Escreveu algumas cantatas festivas para membros da aristocracia e compôs música para pelo menos três Óperas de António José da Silva: Guerras de Alecrim e Manjerona, As Variedades de Proteu, O Labirinto de Creta e O Precipício de Faetonte. José Mazza afirmou ter composto sete Óperas, que foram representadas com grandes marionetas, no Teatro do Bairro Alto em Lisboa entre 1733 e 1739. A sua obra mais importante é o sacro Te Deum a 20 vozes. As suas obras sacras estão no Arquivo da Patriarcal (Sé de Lisboa).

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Missas
  • Miserere
  • Lamentações do Profeta Jeremias
  • Motetos
  • Te Deum, 1734 (gravado por The Sixteen/Harry Christophers) e pela RTP no dia de São Silvestre de 2013 pelo Coro Gulbenkian e a orquestra Divino Suspiro, sob direcção de Jorge Matta: http://www.rtp.pt/programa/tv/p30581
  • Óperas (Guerras de Alecrim e Manjerona, As Variedades de Proteu, O Labirinto de Creta e O Precipício de Faetonte, etc.).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brito, Manuel Carlos de (2001), "Teixeira, António", Grove Music Online ed. L. Macy (Acessado em 2007-05-05), http://www.grovemusic.com
  • Brito, Manuel Carlos de (1989), Opera in Portugal in the Eighteenth Century, Cambridge.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.