Parque Arará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Arará)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Arará, veja Arará (desambiguação).

Arará, Parque Arará ou Vila Arará é uma favela carioca, situada no bairro Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Parque Arará

Sua ocupação ocorre a partir do processo de decadência econômica do bairro de Benfica, a política de remoção das favelas e o influxo de migrantes nordestinos a partir da década de 60.

Benfica teve seu auge entre as décadas de 1940 a 1970, quando abrigou várias indústrias de grande porte como a fábrica da Gillette, a fábrica de cigarros Veados, a fábrica da IBM, a primeira fora dos EUA, a Cooperativa Central dos Produtores de Leite (CCPL) e a fábrica de pneus Goodyear. Com a crise econômica do período militar (1973), a economia local começa a declinar, culminando em um processo de empobrecimento de seus habitantes.

Um segundo fato histórico é a política de remoção das favelas do Centro do Rio de Janeiro, já que essa era a política dominante para as favelas em meados do século XX. A remoção do Morro Santo Antônio, situado no centro da cidade, o qual abrange parte da atual Avenida República do Chile, contribuiu para a formação do atual Parque Arará. Na década de 1950, a maior parte do morro foi destruída para fornecer material para a criação do Aterro do Flamengo.

Embora o desmonte do morro tenha acontecido apenas durante a década de 50, o planejamento para sua demolição já existia desde o princípio do século XX. Consequentemente, o departamento de Polícia Especial, entre outras instituições, foram realojados em Benfica. Várias famílias, portanto, migraram para o bairro e se fixaram em uma área localizada atrás desse prédio da polícia dando origem à favela Erédia de Sá. Esse caso de remoção é bastante específico porque não foi planejado um destino para os moradores do morro Santo Antônio, que junto com o Morro da Providência, foi o palco de nascimento das primeiras favelas cariocas.

O Parque Arará então não existia. Sua área se resumia a um terreno de mangue cortado por um valão. A comunidade existente era o Parque Erédia de Sá, ainda em estado inicial. Com a política maciça de industrialização, promovida pelo governo nas décadas de 50 e 60, o Rio de Janeiro transformou-se em destino de migrantes em busca de melhores condições de vida. Começa a haver um crescimento populacional sem controle e as áreas foram ocupadas por pessoas oriundas de outras regiões mais pobres do país, principalmente nordestinos.

Estima-se que o surgimento da comunidade Parque Arará tenha ocorrido no início da década de 1960, já que o ano de fundação de sua associação é 1966.

Diferentemente das outras áreas de ocupação irregular no Rio de janeiro, que constroem nas encostas dos morros, a edificação do Parque Arará deu-se em área plana do bairro de Benfica.

Desde 2013 a comunidade é atendida pela 29° Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), como adjacência das UPPs de Manguinhos e Jacarezinho.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]