Língua caro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Karo
Outros nomes: Arára, Arára de Rondonia, Arára do Jiparaná, Arara-Karo, Itanga, Itogapuc, Itogapúk, Ntogapid, Ntogapig, Ramarama, Uruku, Urukú
Falado em: Rondônia e Mato Grosso[1].
Total de falantes:
Família: Macro-tupi
 Ramarramas
  Karo
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: arr

A língua caro[2] (pela ortografia etnonímica, língua karo[3]), anteriormente conhecida como língua arara-caro,[3] é uma língua da família ramarrama, pertencente ao tronco tupi,[1][4] falada pelo povo arara-caro, também conhecido como arara-de-rondônia.

Por muito tempo, pensou-se haver outras línguas irmãs pertencentes à mesma família: ntogapíd (ou itogapuque), ramarrama, urucu, urumi e itangá. De fato, todas essas supostas línguas são uma mesma e única língua, que recebeu diferentes nomes por diferentes etnólogos que coletaram listas de palavras com seus falantes em diferentes períodos.[3]

Referências

  1. a b Simons, Gary F. & Charles D. Fennig (eds.)(2017). Ethnologue: Languages of the World, Twentieth edition. Dallas, Tex.: SIL International.
  2. Segundo o Dicionário Houaiss, adjetivo de dois gêneros e substantivo de dois gêneros.
  3. a b c Nilson Gabas Jr.: Povos Indígenas Brasil: Karo: Lingua, Instituto Socioambiental (ISA)
  4. Línguas indígenas brasileiras - Tronco tupi

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre povos indígenas é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.