Arte da Pré-História em Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A arte da Pré-História em Portugal começa assim que o Homem se instala nas cavernas e começa a reproduzir nas paredes o que vê no dia-a-dia (arte rupestre). As tribos começam a fixar-se devido à descoberta da agricultura e passam a ter outras preocupações mais interiores — a religião. Aparecem as primeiras estruturas do seu culto tais como dólmenes ou menires.[1] Mais tarde as rivalidades entre povoações conduzem à criação de estruturas defensivas. As aldeias e vilas crescem dentro das muralhas e surgem casas e construções públicas tais como assembleias, balneários, pavimento nas ruas e bancos. À parte da arquitectura desenvolve-se a arte da ourivesaria[2] e a escultura.

A arte pré-histórica em Portugal divide-se em:

Referências

  1. Antunes, Luiza. «A pré-história e os monumentos megalíticos em Portugal». 360meridianos. Consultado em 24 de julho de 2019 
  2. Vaz da Silva, Ana Rita (2014). Leituras sobre Ourivesaria Arcaica Portuguesa. Brincos, Contextos e Expressão Territorial (PDF). Coimbra: Universidade de Coimbra 
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.