Wickie und die starken Männer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de As Aventuras de Vickie)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wickie und die starken Männer
Wickie und die starken Männer
As Aventuras de Vickie (PT)
Cartaz promocional do filme
 Alemanha
2009 •  cor •  87 min 
Direção Michael Herbig
Produção Christian Becker
Roteiro Michael Herbig
Alfons Biedermann
Runer Jonsson
Elenco Jonas Hämmerle
Waldemar Kobus
Nic Romm
Christian Koch
Olaf Krätke
Mike Maas
Patrick Reichel
Jörg Moukaddam
Mercedes Jadea Diaz
Sanne Schnapp
Ankie Beilke
Günther Kaufmann
Christoph Maria Herbst
Helmfried von Lüttichau
Gênero Acção, Comédia
Música Ralf Wengenmayr
Karel Svoboda
Cinematografia Gerhard Schirlo
Edição Alexander Dittner
Companhia(s) produtora(s) Rat Pack Filmproduktion
Constantin Film
herbX film
Distribuição Portugal ZON Audiovisuais
Lançamento Alemanha 9 de setembro de 2009
Portugal 7 de fevereiro de 2013
Idioma Alemão
Orçamento €8,000,000
Receita $32,223,357 (Alemanha) (19 de outubro de 2009)
Cronologia
Vickie e o Tesouro dos Deuses
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Wickie und die starken Männer ou As Aventuras de Vickie (título em Portugal) , é um filme alemão em live-action de acção e comédia baseado na série animada nipo-germânica Vickie, o Viking. Foi dirigido por Michael Herbig e produzido por Christian Becker no Rat Pack Filmproduktion em coprodução com Constantin Film e herbX film. O filme estreou em 9 de setembro de 2009 na Alemanha e em Portugal estreou em 7 de fevereiro de 2013.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Vicky (Jonas Hämmerle) é filho de Halvar (Waldemar Kobus), chefe da aldeia de Flake. Halvar é um guerreiro forte e grande que mede a força do povo através de músculos. Vicky, por outro lado, é um garoto pequeno, mas muito inteligente que sempre tem que provar a seu pai que a engenhosidade de um homem pode ser melhor que músculos.

Um dia a aldeia de Flake é atacada, e todas as crianças – incluindo a namorada de Vicky, Ylvi (Mercedes Jadea Diaz) – são sequestradas excepto o próprio Vicky, por isso ele e seu pai Halvar e os outros viquingues da aldeia decidem sair e tentar resgatá-los. Os sequestradores são Sven, o Terrível e seu bando de piratas viquingues, que estão à procura do lendário tesouro, e para ganhá-lo, eles precisam da ajuda de uma criança que nunca falou uma mentira em sua vida. Embora em seu encalço, os viquingues de Flake capturam uma jovem chinesa e um bardo detestável (Michael Herbig) para a companhia, e juntos eles conseguem resgatar as crianças, escapando de Sven para regressar à Flake com o tesouro (embora ele não seja tão abundante como eles poderiam ter imaginado).

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jonas Hämmerle como Vicky
  • Waldemar Kobus como Halvar
  • Nic Romm como Tjure
  • Christian Koch como Snorre
  • Olaf Krätke como Urobe
  • Mike Maas como Gorm
  • Patrick Reichel como Ulme
  • Jörg Moukaddam como Faxe
  • Mercedes Jadea Diaz como Ylvi
  • Sanne Schnapp como Ylva
  • Ankie Beilke como Lee Fu
  • Günther Kaufmann como Der schreckliche Sven
  • Christoph Maria Herbst como Pokka
  • Helmfried von Lüttichau como Strickerpirat

Produção[editar | editar código-fonte]

Die em agosto de 2009
Michael Herbig com o actor de Wickie, Jonas Hämmerle (2009)

Equipe[editar | editar código-fonte]

No show de talento Bully sucht die starken Männer, do dia 15 de abril de 2008 começou com Herbig examinando no programa da noite de ProSieben em seis transmissões o melhor desempenho para os papeis de Rollen Snorre, Gorm, Faxe, Tjure, Urobe, Ulme Der Schreckliche Sven. O júri se sentou com o actor Jürgen Vogel, e com os produtores Rita Serra-Roll e Michael Bully Herbig.

Cinematografia[editar | editar código-fonte]

Estrutura da aldeia viquingue em Walchensee (2008)

O filme foi gravado na Bavaria Filmstudios, em Malta e Gozo, em Bad Heilbrunn, na baía de Sachenbacher, e em Zwergern Walchensee, no Bad Tölz-Wolfratshausen. Devido a sua aparência atraente, Walchensee em 1959 serviu como local para a série Tales of the Vikings de Christopher Lee, e em 1958 para o filme The Vikings que estrelou Kirk Douglas.

O local ideal para o filme foi procurado por toda a Europa, até que descobriram a baía no Walchensee e optaram por ser lá. Então, Michael Herbig disse: "Este é o Hammer. Ele realmente se parece com o norueguês Fjord e o lago tem uma mistura de Caribe e Eiswasser. Não poderíamos encontrar nada melhor em toda a Escandinávia.“[2] Para filmar a aldeia viquingue, outras instalações foram construídas no Walchensee. As cenas de corrida foram filmadas em agosto de 2008 em Bad Heilbrunn.[2]

Custos de produção[editar | editar código-fonte]

O custo e o orçamento ficaram num total de[3] 8 milhões  de Euros[4].[3]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 2009
    • Bambi na Categoria Filme Nacional
    • Bayerischer Filmpreis na Categoria Prémio do Público
    • Bayerischer Filmpreis na Categoria Filmes de Família
    • Deutscher Comedypreis na Categoria Filmes Populares de Comédia
    • Goldene Leinwand (3 Milhões de Visitantes)
  • 2010
    • Deutscher Filmpreis 2010: Nomeado para o Melhor Design de Produção, Maquilhagem, Melhor Música de Cinema e Design de Som
    • Goldener Spatz Júri Infantil no Festival Kinderfilmfest em Erfurt de Melhor Longa-Metragem
    • Video Champion na Categoria Filme Alemão

O prémio Deutsche Film- und Medienbewertung (FBW) de filme com o título extremamente valioso.

Sequela[editar | editar código-fonte]

Devido ao enorme sucesso do filme na Alemanha, uma sequela intitulada Wickie auf großer Fahrt foi lançado nos cinemas da Alemanha em 29 de setembro de 2011. O filme foi apresentado em 3D e incluiu o elenco original com excepção de Michael Herbig; e foi dirigido por Christian Ditter.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]