Ataque em Cabul em julho de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ataque em Cabul em julho de 2019
Cabul está localizado em: Afeganistão
Cabul

Localização de Cabul no Afeganistão
Local Cabul, Afeganistão
Data 1 de julho de 2019
Tipo de ataque Assassínio em massa, carro-bomba
Alvo(s) Edifício do Ministério da Defesa
Arma(s) Bombas e armas
Mortes 40[1] (mais 5 atacantes)[2]
Feridos +105[2]
Responsável(is) Talibã
Motivo Guerra do Afeganistão (2001–presente)

Em 1 de julho de 2019, um ataque com bombas e armas ocorreu no bairro de Wazir Akbar Khan, em Cabul. Os atacantes inicialmente detonaram um caminhão carregado de bombas (como um carro-bomba). Depois disso, cinco homens armados entraram em um prédio de construção próximo da localização deles e atiraram contra o pessoal de segurança afegão que evacuava as pessoas das ruas. Pelo menos 40 pessoas foram mortas, incluindo 34 civis e 6 seguranças.[1] O tiroteio durou cerca de 7 horas, até que todos os 5 atacantes foram mortos pela polícia.[2] Mais de cem pessoas ficaram feridas.[2]

O ataque ocorreu durante as negociações de paz que estão em andamento entre o Talibã e os Estados Unidos em Doha, Catar.[3] Nos dias que antecederam o ataque, o grupo militante realizou vários ataques fatais contra as forças de segurança em todo o país.[4]

O grupo militante Talibã assumiu a responsabilidade pelo ataque, dizendo que atacou "a instalação técnica do Ministério da Defesa".[5]

Referências

  1. a b «Bombing Kills Dozens in Kabul as Taliban Talks Continue». The New York Times. 1 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  2. a b c d «Gun battle ends in Afghan capital after Taliban blast wounds 105». Reuters. 1 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  3. «Doha Talks Continue Amid Taliban's Attack In Kabul». Tolo News. 1 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  4. «Taliban launches string of attacks throughout Afghanistan». The Long War Journal. 1 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  5. «Taliban militants claim responsibility for blast in Afghan capital». Reuters. 1 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019