Aux frontières du possible

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Aux frontières du possible» na Wikipédia em francês. Ajude e colabore com a tradução.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Aux Frontières du Possible
No Limite do Possível (BR)
Informação geral
Formato Série
Gênero Aventura
Espionagem
Ficção científica
Duração 55 minutos
Criador(es) Henri Viard
Jacques Bergier
País de origem  França
 Alemanha Ocidental
Idioma original francês
Produção
Diretor(es) Victor Vicas
Claude Boissol
Elenco Pierre Vaneck
Jean-François Rémi
Elga Andersen
Yvette Montier
Eva Christian
Exibição
Emissora de televisão original  França canal francês 2 ORTF
 Canadá Télévision de Radio-Canada
Transmissão original  França1ª: 4 de outubro a 11 de novembro de 1971
2ª: 23 de fevereiro a 6 de abril de 1974
 Canadá 1972/1974
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 13

Aux frontières du possible (br: No Limite do Possível) foi uma série de televisão em co-produção entre a França e a Alemanha Ocidental em treze episódios de 55 minutos, criada por Henri Viard e Jacques Bergier, dirigida por Victor Vicas e Claude Boissol. A primeira temporada foi transmitida entre 4 de outubro e 11 de novembro de 1971 e a segunda entre 23 de fevereiro e 6 de abril de 1974 no canal francês 2 ORTF. No Canadá, foi transmitida entre 1972 e 1974 na Télévision de Radio-Canada. Atualmente é reprisada esporadicamente no Brasil pela Univesp TV.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A série conta a história de dois agentes do Bureau International de Prévention Scientifique - B.I.P.S. (ou Escritório Internacional de Prevenção Científica) encarregados de proteger a humanidade da utilização criminosa que pode ser feita com as mais recentes descobertas científicas.[1]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Título: Aux frontières du possible (No Limite do Possível)
  • Direção : Victor Vicas, Claude Boissol
  • Roteiro : Henri Viard e Jacques Bergier baseado no livro deste último L'Espionnage scientifique
  • Música : Jack Arel

Elenco[editar | editar código-fonte]

Épisódios[editar | editar código-fonte]

Primeira temporada (1971) - França[editar | editar código-fonte]

1 - Le Dossier des mutations « V »[2]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 4 de outubro de 1971 (ORTF).

Sinopse : O preço mundial de diamantes está em colapso. Um desconhecido, que é primeiramente é considerado como um tolo, diz-se responsável por este feito. Ele é encontrado morto, carregando um pacote estranho: um ramo da ameixeira cujos frutos contém diamantes brutos. O Comissário Chalier chama o B.I.P.S. ...

2 - Attention : Nécroses mentales[3]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 11 de outubro de 1971 (ORTF).

Sinopse : Astronautas americanos e cosmonautas russos manifestam distúrbios pertubadores ao retornar do espaço. O B.I.P.S. encarrega-se da investigação ...

3 - Terreur au ralenti[4]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 18 de outubro de 1971 (ORTF).

Sinopse : A população de uma aldeia em Haute Provence é atingida por um mal misterioso: os habitantes vivem como que em câmera lenta. O B.I.P.S. é responsável por descobrir a causa desta doença estranha ...

4 - Menaces em le sixième continent[5]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 25 de outubro de 1971 (ORTF).

Sinopse : Diversos grandes navios afundam de maneiras estranhas e imprevisíveis. Uma misteriosa organização exige carregadores que se asssegurem dos "riscos" através de uma boa soma. O B.I.P.S. envia seus dois melhores agentes para investigar em Nice ...

5 - L'Homme radar[6]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 4 de novembro de 1971 (ORTF).

Sinopse : Acidentes inexplicáveis de avião ocorrem: entre as vítimas estão estudiosos cujas mortes são uma grande perda para a ciência. Os agentes do B.I.P.S. são encarregados deste novo enigma ...

6 - Protection spéciale ultra-sons « U »[7]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Jacques Bergier e Jean Sacha.
Transmissão : 11 de novembro de 1971 (ORTF).

Sinopse : Um grupo de indivíduos parece ter conseguido criar um sistema eletrônico que permite ouvir a longa distância através até de paredes mais grossas. Os governos não podem mais manter suas reuniões em segredo. O B.I.P.S. é responsável por este caso difícil ...

Segunda temporada (1974) - França[editar | editar código-fonte]

7 - Le Dernier Rempart[8]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 23 de fevereiro de 1974 (ORTF).

Sinopse : Depois de uma pesquisa de rotina realizada na França sobre as condições de vida e do clima político, verificou-se que em uma cidade nos subúrbios de Paris, Surville, as pessoas têm respondido aos investigadores que estava tudo bem. Enquanto no resto do país, a resposta era claramente o oposto. O B.I.P.S. abre inquérito ...

8 - Le Cabinet noir[9]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 2 de março de 1974 (ORTF).

Sinopse : Cinco crimes foram cometidos em cinemas, sem motivo aparente. O B.I.P.S. investiga ...

9 - Les Hommes volants[10]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 9 de março de 1974 (ORTF).

Sinopse : Jornais finlandeses relatam histórias de aparecimento de discos voadores. A emoção reina nas cidades e no campo. Para investigar, Yann é despachado com sua nova colega, Christa ...

10 - Meurtres à distance[11]

Direção : Claude Boissol.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 16 de março de 1974 (ORTF).

Sinopse : O B.I.P.S. recebe um documento preparado pelos serviços de telecomunicações da Marinha a se resolver. Experimentos sobre telepatia são distorcidos por interrupções voluntárias. Yann e Christa são responsáveis para resolver mais esse enigma ...

11 - Alerte au Minotaure[12]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 23 de março de 1974 (ORTF).

Sinopse : Um eminente veterinário é assassinado depois de chamar o chefe do BIPS por conta da morte de um cavalo de corrida. Yann e Christa está no comando da investigação ...

12 - Les Créateurs de visible[13]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 30 de março de 1974 (ORTF).

Sinopse : Em vários países ocorrem fenômenos preocupantes. Durante manifestações de protesto surgem vestígios de líderes mortos há muito tempo. Yann e Barbara viajam para o Canadá por causa do inquérito ...

13 - L'Effaceur de mémoire[14]

Direção : Victor Vicas.
Roteiro : Henri Viard.
Transmissão : 6 de abril de 1974 (ORTF).

Sinopse : Durante um julgamento, o presidente de um tribunal de Montreal perde a memória e, em seguida, comete suicídio em seu escritório. Outros eventos do mesmo tipo ocorrem. As autoridades apelaram para o B.I.P.S. ...

Referências

  1. «Aux frontières du possible» (em francês). Premiere.fr. Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  2. Le Dossier des mutations V em ina.fr.
  3. Attention: Nécroses mentales em ina.fr.
  4. Terreur au ralenti em ina.fr.
  5. Menaces em le sixième continent em ina.fr.
  6. L'Homme radar em ina.fr.
  7. Protection spéciale ultra-sons em ina.fr.
  8. Le Dernier Rempart em ina.fr.
  9. Le Cabinet noir em ina.fr.
  10. Les Hommes volants em ina.fr.
  11. Meurtres à distance em ina.fr.
  12. Alerte au Minotaure em ina.fr.
  13. Les Créateurs de visible em ina.fr.
  14. L'Effaceur de mémoire em ina.fr.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]