Avenida Governador Rondon Pacheco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Avenida Governador Rondon Pacheco
País
Avenida Rondon Pacheco, à noite.
Extensão 7 km
Início Avenida Sílvio Rugani
Interseções Avenida João Naves de Ávila, Avenida Nicomedes Alves dos Santos, Avenida Nicodemos Alves dos Santos, Avenida Anselmo Alves dos Santos, Avenida dos Municípios, Rua Olegário Maciel, Rua Duque de Caxias, Rua Niterói e Rua Paraná.
Estado Minas Gerais
Cidade Uberlândia
Bairro(s) Patrimônio, Morada da Colina, Vigilato Pereira, Saraiva, Tibery, Tabajaras, Lídice, Cazeca, Aparecida e Brasil.
Fim BR-050

A Avenida Rondon Pacheco (Avenida Governador Rondon Pacheco), é a principal avenida de Uberlândia, na região do Triângulo Mineiro, estado de Minas Gerais, Região Sudeste do Brasil. [1]


Um pouco da história[editar | editar código-fonte]

  • Avenida São Pedro, esse foi o primeiro nome dessa via; e se chamou assim, devido ao córrego que passa por de baixo dela. E esse nome foi mudado para Rondon Pacheco, no ano de 1971.
  • Em 1981, esse córrego foi canalizado e a via foi pavimentada.
  • E em 1992, o Center Shopping Uberlândia, principal shopping de toda região, foi inaugurado no cruzamento da avenida Rondon Pacheco, com a Avenida João Naves de Ávila, no bairro Tibery.
  • Em 2000, o viaduto Carlos Saraiva, que passa por cima da avenida foi liberado para a população, na rua Joaquim Cordeiro.
  • Em 2010, o Viaduto Pastor José Braga da Silva começou a ser construído, no cruzamento com a avenida João Naves de Ávila, e custou mais de 20 milhões de reais; foi inaugurado no ano de 2012.
  • Em 2011, a avenida Rondon Pacheco, recebeu obras de melhoria na galeria pluvial e alargamento da via (cinco pistas nos dois sentidos), que custou mais de 70 milhões de reais, e foi liberada a população em 2012.
  • Em 2012, o viaduto no cruzamento com a avenida Nicomedes Alves dos Santos foi entregue para a população uberlandense. A obra custou mais de 9,5 milhões de reais. [2]
  • Há também outro viaduto, que já foi inaugurado a alguns anos, sobre a avenida Rondon Pacheco, no cruzamento com a rua Duque de Caxias, na região centro-sul, denominado Jayme Tannus.[3]

Um pouco sobre a avenida[editar | editar código-fonte]

  • A Avenida Rondon Pacheco, era uma via muito pacata, de terra, sem comércios.
  • Atualmente, a avenida é de pista dupla, com cinco faixas em cada sentido, sendo quatro de rolamento e uma de estacionamento.
  • Há também na via, duas ciclovias, uma em cada sentido.
  • A via tem prédios comerciais e residenciais; vários comércios, principalmente na área de gastronomia, e ela é conhecida regionalmente, como Corredor Gastronômico de Uberlândia, por ter vários restaurantes, pizzarias, bares, sorveterias e outros.
  • Ainda tem terrenos vagos, que passam de 2 mil reais por metro quadrado.
  • A via tem também, 184 imóveis que não são residenciais, mais de 20 condomínios de apartamentos e mais de 20 casas. [4]
Avenida Rondon Pacheco, em Uberlândia.

Principais locais da Avenida Rondon Pacheco[editar | editar código-fonte]

  • Novo Fórum - Rondon com Rua São Paulo, Zona Leste.
  • Teatro Municipal de Uberlândia, é o principal ponto turístico da avenida Rondon Pacheco, Zona Leste. [5]
  • Center Shopping Uberlândia - Rondon com Rua Niterói, Zona Leste.
  • Receita Federal - Rondon com Rua da Bandeira, Zona Leste.
  • Extra Hipermercados - Rondon com Rua Benjamin Monteiro, Zona Central.
  • Uniube Campus Rondon - Rondon com Rua Olegário Maciel, Zona Central.
  • Telhanorte - Rondon com Rua Icaraí, Zona Sul.
  • Hotel San Diego Suítes - Rondon com Rua Vitalino Rezende, Zona Sul.
  • Griff Shopping - Rondon com Rua Olegário Maciel, Zona Sul.


Referências

  1. «Ciclistas fazem manifestação contra mudanças em ciclovia da Rondon Pacheco». Correio de Uberlândia. 26 de fevereiro de 2013. Consultado em 09 de março de 2013. Um grupo de aproximadamente 50 ciclistas se reuniu, no fim da tarde desta terça-feira (26), na avenida Governador Rondon Pacheco, no setor central de Uberlândia, em um ato de manifestação contra a exclusão de uma das duas ciclovias existentes na avenida.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Transformação da avenida Rondon Pacheco desafia moradores e comerciantes». Correio de Uberlândia. 17 de fevereiro de 2013. Consultado em 09 de março de 2013. Uma das principais “artérias” do tráfego de Uberlândia, a avenida Governador Rondon Pacheco já foi uma via de terra, pacata, sem comércio, apenas com moradores.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Funcionários da limpeza têm trabalho dobrado após chuva em Uberlândia». G1 Triângulo Mineiro. 11 de dezembro de 2012. Consultado em 09 de março de 2013. Nesta manhã, a reportagem da TV Integração, afiliada Rede Globo, flagrou alguns bueiros entre o Viaduto Jayme Tannus e o cruzamento da Avenida Rondon Pacheco com a Avenida João Naves de Ávila.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Uberlândia integrada em obras». Correio de Uberlândia. 1 de março de 2011. Consultado em 09 de março de 2013. A intervenção principal será na Avenida Rondon Pacheco na qual a prefeitura vai construir quatro pistas de rolamento para automóveis nos dois sentidos do trânsito, mais uma de estacionamento, ciclovias e calçadões para passeio sem ferir o meio ambiente.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Teatro Municipal de Uberlândia, MG, é aberto com programação cultural». G1 Triângulo Mineiro. 20 de dezembro de 2012. Consultado em 09 de março de 2013. O Teatro Municipal de Uberlândia está localizado na Avenida Rondon Pacheco e foi aberto após 14 anos do início das obras.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)