Baía Prydz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A baía Prydz é uma enseada profunda da Antártida entre a Costa Lars Christensen e a Costa Ingrid Christensen. Porções da baía foram avistadas em janeiro e fevereiro de 1931 por baleeiros noruegueses e pela Expedição de Pesquisa Antártica Britânica-Australiana-Neozelandesa (BANZARE). Foi explorada em fevereiro de 1935 pelo baleeiro norueguês, Capitão Klarius Mikkelsen em Thorshavn, e mapeada em detalhe considerável a partir de fotos aéreas tiradas pela Expedição Lars Christensen de 1936-37. Recebeu seu nome de Olaf Prydz, gerente-geral da Hvalfangernes Assuranceforening em Sandefjord, Noruega.

A estação Progress russa está localizada na Baía Prydz no Oásis das Colinas Larsemann.

A estação chinesa Zhongshan está localizada na baía Prydz no oásis das colinas Larsemann.

A geleira Lambert flui do graben Lambert na plataforma de gelo Amery, no lado sudoeste da baía Prydz.

Ver também[editar | editar código-fonte]

 Este artigo incorpora material em domínio público de United States Geological Survey , documento "Baía Prydz" (conteúdo do Geographic Names Information System).

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Antártida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.