Barnim VI, Duque da Pomerânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Barnim VI
Duque da Pomerânia
Escultura do epitáfio de Barnim VI, em Kenz
Cônjuge Verónica de Hohenzollern
Descendência Barnim VII, Duque da Pomerânia
Vartislau IX, Duque da Pomerânia
Casa Casa de Grifo
Nascimento por volta de 1365
Morte 22 de setembro de 1405
  Pütnitz, Nordvorpommern, Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, Alemanha
Enterro Igreja de Santa Maria, em Kenz
Pai Vartislau VI da Pomerânia-Wolgast
Mãe Ana de Mecklemburgo-Stargard

Barnim VI (nascido por volta de 1365 – Pütnitz, 22 de setembro de 1405) foi Duque da Pomerânia-Wolgast, de 1394 a 1405. Ele era filho de Vartislau VI da Pomerânia-Wolgast e Ana de Mecklemburgo-Stargard.

Vida[editar | editar código-fonte]

Barnim é conhecido pelo seu engajamento na pirataria. Ele ergueu uma fortaleza e um porto para essa finalidade, em Ahrenshoop, que foi destruída por Rostock em 1395. Ele permitiu que os Irmãos das Vitualhas (uma organização pirata que assaltava embarcações da Liga Hanseática no Mar Báltico) usassem o Rio Peene como um refúgio de inverno e a Baía de Greifswald como base. Em 1398, ele assinou um tratado com os Cavaleiros Teutônicos para não mais apoiar os Irmãos das Vitualhas (depois, com o nome de "Likedeelers"), mas continou o seu envolvimento com a pirataria. Em uma de suas expedições, ele foi pego pela Liga Hanseática, no porto de Copenhaga. De 1400 a 1403, ele ajudou os duques de Mecklemburgo-Werle em suas campanhas contra Lubeca. O próprio Barnim foi ferido uma vez, nos portões de Lubeca.[1]

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 1405, Barnim morreu, vítima da Peste Negra. Para evitar esse destino, ele saiu para uma peregrinação até Kenz, perto de Barth, mas morreu no caminho, em Pütnitz (hoje, parte de Ribnitz-Damgarten), em 23 de setembro de 1405. Ele foi enterrado em Kenz, onde uma grande estátua de madeira, semelhante a Barnim, foi providenciada.

Cenotáfio a Barnim VI, na igreja de Santa Maria, em Kenz, contendo uma estátua de madeira.
SEPULTURA
Igreja de Kenz. No final da Idade Média, a igreja era um destino ideal para peregrinações , devido à proximidade de uma nascente sagrada.
Epitáfio de Barnim VI, na igreja de Santa Maria, em Kenz.
Túmulo de Barnim VI na igreja de Santa Maria, em Kenz.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Ele casou-se com Verônica de Hohenzollern, filha de Frederico V, Burgrave de Nuremberga, e teve pelo menos dois filhos:


Ascendência[editar | editar código-fonte]

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
16. Bogislau IV, Duque da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
8. Vartislau IV, Duque da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
17. Margarida da Rugia
 
 
 
 
 
 
 
4. Barnim IV, Duque da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
18. Ulrico I, Conde de Lindow-Ruppin
 
 
 
 
 
 
 
9. Isabel de Lindow-Ruppin
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
19. Adelaide de Schladen
 
 
 
 
 
 
 
2. Vartislau VI, Duque da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
20. João I de Werle
 
 
 
 
 
 
 
10. João II de Werle
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
21. Sofia de Lindow-Ruppin
 
 
 
 
 
 
 
5. Sofia de Werle
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
22. Henrique I, Duque de Brunsvique-Luneburgo
 
 
 
 
 
 
 
11. Matilde de Brunsvique-Grubenhagen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
23. Inês da Mísnia
 
 
 
 
 
 
 
1. Barnim VI, Duque da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
24. Henrique I, Senhor de Mecklemburgo
 
 
 
 
 
 
 
12. Henrique II de Mecklemburgo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
25. Anastácia da Pomerânia
 
 
 
 
 
 
 
6. João I, Duque de Mecklemburgo-Stargard
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
26. Alberto II, Duque da Saxônia
 
 
 
 
 
 
 
13. Ana da Saxônia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
27. Inês de Habsburgo
 
 
 
 
 
 
 
3. Ana de Mecklemburgo-Stargard
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
28. Adolfo VI, Conde de Holsácia-Schauenburg
 
 
 
 
 
 
 
14. Adolfo VII, Conde de Holsácia-Schauenburg
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
29. Helena de Saxe-Lauemburgo
 
 
 
 
 
 
 
7. Ana de Holsácia-Pinneberg e Schauenburg
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
30. Simão I, Senhor de Lippe
 
 
 
 
 
 
 
15. Edviges de Lippe
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
31. Adelaide de Waldeck
 
 
 
 
 
 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Werner Buchholz (ed.), Pommern, Siedler, 1999, p.147 ISBN 3-88680-272-8