Saltar para o conteúdo

Batalha de Copenhaga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Batalha de Copenhaga
Segunda Coligação

Batalha de Copenhaga, pintado por Nicholas Pocock.
Data 2 de abril de 1801
Local Porto de Copenhaga
Desfecho Vitória britânica
Beligerantes
Reino Unido Reino Unido Dinamarca Dinamarca e Noruega
Comandantes
Reino Unido Hyde Parker
Reino Unido Horatio Nelson
Reino Unido Thomas Graves
Olfert Fischer
Steen Andersen Bille
Forças
12 navios de linha
5 fragatas
7 navios bombardeio
6 chalupas
9 navios de linha
11 chalupas
17 outros navios de guerra
1 bateria de artilharia em terra
2 000 soldados de infantaria
Baixas
1 200 mortos ou feridos 1 600 mortos ou feridos

A Batalha de Copenhague foi um confronto naval entre a frota britânica (38 navios) comandada pelo almirante Sir Hyde Parker e a Marinha Dinamarquesa (36 navios), comandada por Olfert Fischer Steen Bille, ao largo de Copenhague, em 2 de Abril de 1801.[1] O resultado da batalha foi uma vitória estratégica para os britânicos.[1]

O ataque inicial foi liderado pelo vice-almirante Horatio Nelson, que desobedecendo às ordens de Parker para se retirar, destruiu os navios dinamarqueses antes de um acordo de tréguas ser assinado.[1] A Batalha de Copenhague é considerada como o mais difícil confronto naval de Nelson, mesmo comparando com a Batalha de Trafalgar.

Referências

  1. a b c «The Battle of Copenhagen». britishbattles.com. Consultado em 26 de abril de 2012 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Copenhaga
Ícone de esboço Este artigo sobre Guerras Napoleónicas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.