Biguanida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Biguanida
Alerta sobre risco à saúde
Biguanide.svg
Nome IUPAC imidodicarbonimidic diamide
Outros nomes Diguanide, 2-carbamimidoylguanidine
Identificadores
Número CAS 56-03-1
PubChem 5939
ChemSpider 5726
SMILES
InChI 1/C2H7N5/c3-1(4)7-2(5)6/h(H7,3,4,5,6,7)
Propriedades
Fórmula molecular C2H7N5
Massa molar 101.11 g/mol
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Chamam-se biguanidas uma classe de fármacos utilizadas como hipoglicemiantes.[1] As biguanidas, diferentemente das sulfoniluréias não afectam a liberação de insulina. A ação de redução nos níveis de glicose sanguíneo não depende das células beta pancreáticas.

Apesar de o mecanismo de ação ser incerto, acredita-se que elas possam: suprimir a gliconeogênese, diminuir a produção hepática de glicose e reduzir a absorção gastrointestinal de glicose e aumentar a captação de glicose no músculo.

Ao contrário de biocidas convencionais, a biguanida não apresenta odor, não deixa gosto residual em alimentos ou bebidas, não é corrosivo, é altamente estável e não volátil, possuindo ainda baixíssima toxicidade, sendo desta forma produto seguro e de fácil manuseio.

Principais Usos:[editar | editar código-fonte]

  • Área hospitalar e institucional.
  • Segmento veterinário.
  • Laticínios.
  • Salas de ordenha.
  • Fábricas de alimentos.
  • Sistemas de ar condicionado.
  • Lavagem de garrafas.

Biguanidas disponíveis no Brasil[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

2. Polybac PHMB

Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.