Bitúriges

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bituriges)
Ir para: navegação, pesquisa
Visão geral da Gália celta e da posição dos bitúriges frente aos demais povos celtas da região.
Detalhe do território dos bitúriges no século I a.C.

Bitúriges cubos (em latim: Bituriges cubi) era o nome de uma tribo da Gália celta cuja capital era Avárico (moderna Bourges, na França). Seu nome supostamente significaria "reis do mundo"[1].

Era uma das diversas tribos que, aparentemente, acabaram se dividindo, com os bitúriges cubos se assentando perto de Burges (província de Berry) e os bitúriges viviscos, perto de Burdígala (moderna Bordéus, na França).

História[editar | editar código-fonte]

Os bitúriges eram, no início do século V, uma das principais tribos gaulesas, especialmente pela quantidade de druidas e influência política. Mas rapidamente declinaram, principalmente por que os druidas tornaram-se importantes alvos para Júlio César em sua campanha pela conquista da Gália. Além disto, os bitúriges foram os únicos cuja capital, Avárico, não foi queimada na tática de terra arrasada aplicada por Vercingetórix contra o avanço dos romanos, por ter sido considerada inexpugnável. Mas ela também acabou sendo conquistada pelos romanos.

Além de Avárico, Argentômago (moderna Argenton-sur-Creuse) era um importante ópido dos bitúriges. Os bitúriges se juntaram às migrações de Beloveso em direção à Itália romana, juntamente com os éduos, ambarros, arvernos, aulércios, carnutos e sénones[2]

Influência[editar | editar código-fonte]

Uma passagem de Lívio (Ab Urbe Condita, 5.34), "summa imperii penes Biturges" ("Todo poderpara os bitúriges") tornou-se o mote da cidade francesa de Bourges.

Referências

  1. Stanley Alexander Handford, Jane F. Gardner (1983), The Conquest of Gaul By Julius Caesar, ISBN 0140444335 (em inglês), Penguin Classics 
  2. Lívio, Ab Urbe Condita 5.34-35.3. (em inglês)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bitúriges