Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho
Autor(es) Chico Xavier
Idioma Português do Brasil
País Brasil
Lançamento 1938

Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho é um livro de Chico Xavier. O livro tem autoria atribuída a Humberto de Campos, tratando-se de obra mediúnica, supostamente psicografada pelo médium mineiro.

A primeira edição foi publicada em 1938 pela Federação Espírita Brasileira. A obra faz uma interpretação mítica e teológica da história do Brasil.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Lewgoy, Bernardo (2001). «Chico Xavier e a cultura brasileira». Revista de Antropologia. 44 (1): 53–116. ISSN 0034-7701. doi:10.1590/S0034-77012001000100003. Neste livro há uma reflexão sobre a missão histórica da implantação do espiritismo em solo tupiniquim, onde emerge uma certa vocação brasileira triunfante no kardecismo, e no qual a própria história da formação desta nação passa a ser lida à luz de uma programação no plano espiritual superior. Esgotadas as possibilidades das civilizações européias regenerarem a humanidade, Cristo trava diálogo com seu assistente Ismael, designando-a para a missão de transplantar a árvore do Evangelho para o país do Cruzeiro, que será a futura "Pátria do Evangelho". A história da formação da nação confunde-se com os desígnios da equipe espiritual de Ismael. Rio de Janeiro e Minas Gerais são os grandes centros de irradiação da proposta evangélica de brasilidade, combatendo os excessos indiáticos do Amazonas e a influência platina no Sul 
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.