Cão-lobo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Um cão-lobo.

O Cão-lobo é um animal resultado do cruzamento de um cão doméstico com um lobo. Os cachorros podem acasalar com os lobos e terem filhotes férteis, por isso reclassificaram os cachorros de canis familiaris à canis lupus familiaris, o que tornou os cachorros uma subespécie de lobo, em vez de uma espécie a parte.[1] Os cães-lobos precisam ser tratados de um jeito especial em relação aos cachorros normais, oferecendo-lhes grandes espaços para correr e se sentir livre. Eles podem se tornar agressivos em relação à comida.

Apresentam os instintos selvagens dos lobos e os instintos domésticos dos cães. Os dentes caninos deles são maiores do que os dos outros cães. As raças de cães que mais são escolhidas para cruzar com o lobo são o husky siberiano, o malamute do Alasca e o pastor alemão, para que os filhotes que vão nascer se pareçam mais com o lobo. Os cães-lobos não são adequados para donos inexperientes. Existem cerca de 300 mil cães-lobos nos EUA.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Cão-lobo

Referências

  1. «Híbrido cão-lobo». Top Biologia. Consultado em 22 de Dezembro de 2015 
  2. «The Wolf-Dog Hybrid: An Overview of a Controversial Animal». Animal Welfare Information Center Newsletter. 2000. Consultado em 17 de maio de 2008. Arquivado do original em 16 de junho de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre animais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.