Caco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Caco, veja Caco (desambiguação).


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Caco (em latim: Cacus), na mitologia romana, era filho do deus do fogo Vulcano, e vivia numa caverna sob o monte Aventino. Segundo Virgílio, na epopeia Eneida, Caco é um gigante semi-humano. Já o poeta Dante Alighieri, na sua Divina Comédia, o retratou como um centauro, irmão dos centauros que guardam o Sétimo Círculo.

Hércules e Caco[editar | editar código-fonte]

Hércules é o herói da mitologia romana (Héracles na grega) que é conhecido pela sua força e coragem. É filho de Júpiter e de uma mortal.

Após ter matado a sua família por loucura, numa tentativa de penitência, Hércules tornou-se servo do rei de Micenas, aceitando cumprir tarefas impossíveis para qualquer mortal. Um dos trabalhos de Hércules (o seu décimo trabalho) consistia em roubar o gado de Gerião, o rei de Tartesso. Depois de terminada a tarefa, quando regressava, parou para descansar em casa do rei Evandro. É aqui que Caco aparece em cena: naquela noite, Caco rouba dois dos melhores touros e quatro novilhos, arrastando o gado pelas caudas com intuito de cobrir as suas pegadas. Quando Hércules despertou, procurou em vão o gado perdido. Porém, quando estava a passar perto da caverna onde Caco estava escondido, um dos novilhos mugiu ruidosamente. Hércules, seguindo o som, encontrou Caco e matou-o, recobrando assim o gado.

João de Barros diz que o seu nome está associado um monte na Galiza (Montayo, ou Moncayo)

Chamou-se Mons Caci, porque nele morou Caco, que Hércules matou.[1]

Esta referência de Barros respeita a Hércules Líbico, figura mítica da Monarquia Lusitana.

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

Adaptações em livros juvenis[editar | editar código-fonte]

Na série juvenil Percy Jackson, o herói interage com um personagem chamado Caco.[2]

Referências e Notas

  1. Barros, João de. Libro das antiguidades e cousas notáueis de Antre Douro e Minho, e de outras muitas de España e Portugual.. [S.l.: s.n.], 1549.
  2. Caco rouba o cajado de Hermes, e Hermes vai procurar "ajuda", pedindo a Percy para ir atrás de Caco, um "pequeno gigante" ruivo de três metros de altura que cospe fogo. Caco em vez de construir coisas, rouba para vender. Percy vai atrás do cajado de Hermes, onde luta contra Caco. Pega de volta o cajado e o devolve para Hermes, porém Jason Grace foi controlado por um Deus desconhecido e luta com Percy, abrindo um buraco fluvial para o mar.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.