Caixa de Pandora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Caixa de Pandora (desambiguação).
Pandora abre a caixa dada a ela por Zeus, assim libertando todos os males do mundo.

Caixa de Pandora é um artefato da mitologia grega, tirada do mito da criação de Pandora, que foi a primeira mulher criada por Zeus. A "caixa" era na verdade um grande jarro dado a Pandora, que continha todos os males do mundo.

Pandora abre o Jarro, deixando escapar todos os males do mundo, menos a "esperança". A esperança pode ser vista como um mal da humanidade, pois mentira ideia superficial acerca do futuro.

Este artefato aparece na literatura em português como Jarro de Pandora, termo usado principalmente em Portugal, mas que também pode ser usado no Brasil, onde é tido como termo culto.

O principal motivo da criação de Pandora, segundo a mitologia grego-romana, seria de quê Prometeu roubou o fogo do monte olimpo e levou ao mundo humano, contrariando a vontade de Zeus. Pandora foi criada com um único defeito, a curiosidade. Zeus criou a caixa porquê sabia que um dia, a vontade de Pandora a levaria a abrir a caixa e libertar o mal ao mundo humano, castigando-os pelo fogo que haviam recebido contra sua vontade.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.