Canigou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Canigó • Canigou
Canigó, Dezembro 2004
Canigó • Canigou está localizado em: Topografia dos Pirineus
Canigó • Canigou
Coordenadas 42° 31' 08" N 2° 27' 24" E
Altitude 2 784 m
Proeminência 550 m
País  França
Região Languedoque-Rossilhão
Departamento Conflent
Cordilheira Pireneus
Primeira ascensão 1285 por Pedro III de Aragão

O maciço do Canigó ou do Canigou é uma região montanhosa dos Pirenéus, no departamento dos Pirenéus Orientais, região Languedoque-Rossilhão, sudoeste da França.

A cimeira, chamada "Pico do Canigou", tem 2 784 metros de altitude. Mas, apesar de sua altitude moderada, era antigamente considerada a montanha mais alta dos Pirenéus, devido à inclinação abrupta que a separa da planície do Rossilhão, tornando-a mais impressionante do que outras montanhas mais encaixadas e localizadas entre vales mais elevados.

Nele estão os mosteiros de San Martín del Canigó e San Miguel de Cuixá. Por conseguinte, a montanha possui um significado especial para o catalanismo, que ainda o mantém.

O Canigou inspirou músicas, com canções que começam com as palavras:

Muntanyes de Canigó, fresques són i regalades

Assim como o poema Canigó de Jacint Verdaguer.

A Ministra Francesa de Ecologia, Desenvolvimento Sustentável e Energia, Delphine Batho, declarou que o maciço de Canigó é um grande sítio nacional da França e oficialmente mudou o nome do francês 'Canigou' para 'Canigó', seu nome em catalão. Segundo a referida Ministra, o Canigó é uma 'montanha sagrada para os catalães'. [1]

A chama de Canigó[editar | editar código-fonte]

Como é uma cimeira de fácil acesso, turistas e moradores registram a subida em esporádicas épocas do ano. Mas é em 22 de junho quando eclode o maior registro coletivo, para acender uma fogueira que fica sob vigilância a noite inteira. No dia seguinte, eles vão até Perpignan com tochas acendidas dessa fogueira e regressam cada um a seu lugar de origem para, segundo a tradição, acender todas as fogueiras da noite de San Juan de Catalunha.

Notas

  1. «El Canigó ja no es diu Canigou» (em catalão). 15 de julho de 2012. Consultado em 16 de janeiro de 2016 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canigou