Capitão J. Flint

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Capitão Flint
Personagem de A Ilha do Tesouro
Capitão Flint encontra o esqueleto de Allardyce, ilustração de George Roux.
Outro(s) nome(s) J. Flint
Nathaniel Flint
James McGraw
Nascimento Inglaterra Inglaterra
Sexo Masculino
Amigo(s) Billy Bones
Inimigo(s) Long John Silver
Criado por Robert Louis Stevenson
Série(s) Black Sails
Primeira aparição A Ilha do Tesouro (1883)
Projecto Literatura  · Portal Literatura

Capitão J. Flint é um capitão pirata fictício do século XVIII que comando o famoso Walrus. Foi criado pelo escritor escocês Robert Louis Stevenson, tendo aparecido primeiramente no romance A Ilha do Tesouro (1883), assim como em várias de suas adaptações para cinema e televisão. Na minissérie britânica de 2012, o famoso pirata foi interpretado por Eddie Izzard.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: A Ilha do Tesouro

No romance original, Flint, cujo primeiro nome não é mencionado, é o capitão do navio pirata Walrus, que havia acumulado uma enorme fortune em saques de outros navios, aproximadamente 700 mil libras. Flint e outros seis membros de sua tripulação enterram o botim em uma ilha remota do Mar do Caribe. O capitão, então, mata seus subordinados, deixando o cadáver de um deles com o braço esticada na direção do tesouro.

A localização do tesouro é demarcada por Flint em um mapa, entregue depois ao imediato Billy Bones. Posteriormente, o cobiçado mapa cai nas mãos de Jim Hawkins, protagonista do romance.

Ambicioso e destemido, Flint temia somente seu quartel-mestre, o igualmente audacioso John Silver, que possuía um papagaio batizado de "Flint" em zomba ao seu antigo capitão.

Acredita-se que Flint morreu em Savannah por conta do excesso de rum, morte comum a muitos piratas no romance. Uma inscrição no mapa sugere que teria morrido em 1754.

Outras aparições[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Em Muppet Treasure Island, de 1996, uma adaptação cômica da obra original, Capitão Flint (David Nicholls) aparece na abertura do filme enterrando o dito tesouro e posteriormente aniquilando toda sua tripulação. O pirata, então, regressa a bordo e entrega o mapa à Billy Bones (Billy Connolly). Flint leva consigo quinze piratas para enterrar no tesouro, e não seis, como na versão original da história.

Na adaptação animada Treasure Planet, de 2006, o personagem é citado como Nathaniel Flint (Peter Cullen), um pirata espacial de origem alienígena cuja reputação de destemido e ousado percorre toda a galáxia. Nesta versão, Flint desapareceu com o famoso tesouro (conhecido por muitos como "botim de mil mundos") e escondeu-o num mecanismo planetário chamado "Planeta do Tesouro".[1]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ambientada décadas antes dos eventos de A Ilha do Tesouro, a série televisiva Black Sails, de 2014, narra as aventuras de Capitão Flint e sua tripulação. Seu primeiro nome é revelado como James no sexto episódio da série. Nos episódios "IX." e "XIII." é revelado que Flint havia pertencido à Marinha Real Inglesa como Tenente James McGraw. Após trocar o mundo aristocrático pela vida de pirata, mudou também seu nome para Flint.[2] Na série, é interpretado por Toby Stephens.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Patten, Fred (27 de abril de 2014). «Animated Treasure Islands #2: 1986 – 2006». Cartoon Research. 
  2. Sarner, Lauren (24 de dezembro de 2015). «Why Captain Flint on 'Black Sails' Is the Best TV Character of 2015». Inverse. 
  3. Eames, Tom (13 de julho de 2015). «Black Sails star Toby Stephens interview: 'Black Sails has more to offer than 'Pirates of the Caribbean'». Digital Spy.