Carlo Giuliani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlo Giuliani
Nascimento 14 de março de 1978
Roma
Morte 20 de julho de 2001 (23 anos)
Génova
Cidadania Itália
Ocupação ativista político
Causa da morte tiro, trauma balístico

Carlo Giuliani (Roma, 14 de março de 1978Gênova, 20 de julho de 2001) foi um jovem anarquista italiano, morto pela polícia durante as manifestações contra a reunião de cúpula do G8, realizada em Gênova, de 19 a 21 de julho de 2001. [1][2] Giuliani foi atingido por um tiro de pistola, disparado de dentro de uma viatura policial. Em seguida, foi atropelado duas vezes pelo mesmo veículo.

Era filho de Giuliano Giuliani, ativista sindical da CGIL e de Haidi Giuliani, atualmente senadora pelo Partido da Refundação Comunista.

Referências

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Documentário Carlo Giuliano, ragazzo, de Francesca Comencini (2002)
  • Documentário Quale verità per Piazza Alimonda? (ARCI e Liberazione,2006)


Ligações externas[editar | editar código-fonte]