Carlos Edmundo de Ory

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Edmundo de Ory
Nascimento 27 de abril de 1923
Cádis, Espanha
Morte 11 de novembro de 2010 (87 anos)
Thézy-Glimont
Nacionalidade Espanha Espanhol
Ocupação Poeta
Magnum opus Una exhibición peligrosa

Carlos Edmundo de Ory (Cádis, 27 de abril de 1923Thézy-Glimont, 11 de novembro de 2010) foi um poeta vanguardista espanhol.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Eduardo, marquês e amigo de Afonso XIII, e de Josefina Domínguez de Alcahúd.

Em Madrid liderou o postismo, um tipo de vanguardia neosurrealista[2].

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Una exhibición peligrosa (1964);
  • Poemas (1969);
  • Energeia : (1940-1977) (1978);
  • Poesia primeira : 1940-1942= 1940- 1942 (1986);
  • Iconografias y estelas (1991).

Referências

  1. «Muere el poeta Carlos Edmundo de Ory» (em espanhol) 
  2. Mantilla, Jesús Ruiz (24 de junho de 2018). «Carlos Edmundo de Ory, el poeta que al morir no salió en los telediarios». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.