Carlos III de Durazzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos III de Durazzo
Nome nativo Carlo III
Nascimento 1345
Corigliano Calabro
Morte 24 de fevereiro de 1386 (41 anos)
Visegrád
Cidadania Reino de Nápoles
Etnia franceses
Filho(s) Joana II de Nápoles, Ladislau de Nápoles
Ocupação político
Título conde
Arms of Jeanne de Sicile.svg

Carlos III de Durazzo, também conhecido como Carlos III de Nápoles e Carlos II da Hungria (Corigliano Calabro, 1345Visegrád, 24 de fevereiro de 1386)[1] foi Rei de Nápoles e detentor do título de Rei de Jerusalém (1382 - 1386), Rei da Hungria como Carlos II dito o Breve (1385 - 1386) e Príncipe da Acaia (1383 - 1386).

Filho de Luis, o terceiro duque de Durazzo, e Margarida Sanseverino, bisneto de Carlos II de Nápoles, era primo de segundo grau da rainha Joana I. Em 1369 Carlos se casou com Margarida de Durazzo, que lhe deu duas filhas, Maria em 1369 e Joana II de Nápoles, em 1371, e Ladislau de Nápoles. Carlos frustrou-se ao ver a possibilidade de assumir o trono de Nápoles ficar distante quando a rainha Joana I adotou Luis de Anjou como filho,[2] o que o tornou automaticamente herdeiro. Carlos não aceitou a manobra de Joana be em 1381 tomou o reino de Nápoles das mãos da rainha, que morreu estrangulada por soldados obedientes a Carlos. Em setembro de 1382, com a morte de Luís I da Hungria, Carlos reivindicou o trono, sendo enfrentado por Elisabete, a viúva de Luis, que mandou uma tropa atacar Carlos em 1386. Em 24 de fevereiro de 1386 foi envenenado na prisão de Visegrád.[3][4]

Referências