Cego Aderaldo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cego Aderaldo
Monumento a Cego Aderaldo em Quixadá
Informação geral
Nome completo Aderaldo Ferreira de Araújo
Nascimento 24 de junho de 1878
Origem Crato, CE
País  Brasil
Morte 29 de junho de 1967
Gênero(s) Repente
Instrumento(s) Viola
Período em atividade 1896 - 1967

Aderaldo Ferreira de Araújo (Crato, 24 de junho de 1878Fortaleza, 29 de junho de 1967), mais conhecido como "Cego Aderaldo" foi um poeta popular cearense que se destacou por seu raciocínio rápido improvisando rimas e repentes.[1]

O cego Aderaldo descobriu o dom da rima em Quixadá, pouco depois de perder a visão em um acidente.[1] Segundo o próprio, a descoberta ocorreu quando teve um sonho em versos. Quando sua mãe faleceu,[1] cego Aderaldo decidiu viajar pelo sertão nordestino fazendo suas rimas.

Em 1914, disputou um desafio de rimas com Zé Pretinho (conhecido repentista do Piauí) e venceu.[1] O duelo dos dois poetas foi registrado por Firmino Teixeira do Amaral no cordel A peleja de Cego Aderaldo e Zé Pretinho.[2]

Cego Aderaldo morreu em Fortaleza aos 89 anos,[1] sem nunca ter casado, criando porém 24 filhos adotivos.

Referências

  1. a b c d e Lima, Batista de (24 de julho de 2006). «Cego Aderaldo, o patriarca dos cantadores nordestinos». Diário do Nordeste. Consultado em 8 de julho de 2019 
  2. «Peleja do Cego Aderaldo com Zé Pretinho». cordel.edel.univ-poitiers.fr. Biblioteca Virtual Cordel. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.